Ministro da Saúde descarta interrupção de eventos e desaconselha suspensão de aulas

Número de casos confirmados no Brasil subiu para 76 na tarde desta quinta-feira

Por Luana Dandara

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa de agenda no Rio com a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, e o subsecretário municipal de Saúde, Jorge Darze, para entrega de tomógrafos com prefeito do Rio, Marcelo Crivella
Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa de agenda no Rio com a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, e o subsecretário municipal de Saúde, Jorge Darze, para entrega de tomógrafos com prefeito do Rio, Marcelo Crivella -
Rio - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a pasta não restringirá eventos com a pandemia de coronavírus. Ele também descartou a suspensão de aulas. "Você suspende a aula, os alunos vão para suas casas, pai e mãe estão trabalhando, com quem ficam as crianças? Com os avós. Quem é o maior grupo de risco? Os idosos", explicou. O número de casos confirmados no Brasil subiu para 76 na tarde desta quinta-feira.
Entre crianças e jovens a infecção por coronavírus é assintomática assintomática ou apresenta sintomas leves. "Vamos proteger as crianças, vamos mandá-los para a casa dos avós. Depois de uma semana, dez dias, os idosos vão começar a aparecer nas unidades de saúde em bloco com dificuldades respiratórias", acrescentou.
A secretária municipal de saúde do Rio, Beatriz Busch disse que não há nenhuma orientação para cancelamento de eventos.

Comentários