Coronavírus chega ao Planalto

Secretário do governo e funcionário da Câmara estão contaminados com a Covid-19. Resultado do exame de Bolsonaro deve sair nesta sexta

Por

Bolsonaro com máscara por causa do Coronavírus
Bolsonaro com máscara por causa do Coronavírus -

O coronavírus chegou ao Planalto. O secretário de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten, fez o teste para detectar o coronavírus (Covid-19) e deu positivo. O secretário integrou a comitiva brasileira que foi aos EUA na semana passada. O Palácio do Planalto já se pronunciou e disse que o presidente Bolsonaro e todos da comitiva estão sob observação. Uma fonte da Coluna Esplanada revelou, na noite desta quinta-feira, que o primeiro exame já teria dado positivo, e que hoje o presidente se submeteria a uma contraprova.

O advogado Adão Paiani, da consultoria jurídica da bancada do DEM, que também fez parte da comitiva, iniciou o período de 14 dias de afastamento administrativo.

O temor de contaminação pelo Covid-19 fez com que a Câmara aprovasse um ato que determina a todos funcionários e parlamentares que tiveram contato com pessoas contaminadas quarentena de 14 dias. Segundo a norma, parlamentares devem comunicar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O presidente da Casa, inclusive, anunciou que vai trabalhar de casa, no sistema de home office.

"Os parlamentares, servidores e demais colaboradores que estiveram em locais onde houve infecção por Covid-19, constantes na lista do Ministério da Saúde, serão afastados administrativamente por 14 dias a contar do regresso dessas localidades", diz o ato.

SEM PREOCUPAÇÃO

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse não estar preocupado pelo fato de o presidente Jair Bolsonaro estar sob monitoramento em relação ao coronavírus, depois que veio à tona um caso de contaminação na comitiva brasileira que esteve na Flórida para encontrar com o mandatário americano no último fim de semana.

A Casa Branca disse que Trump e o vice-presidente Mike Pence não interagiram com Wajngarten e não veem necessidade para que eles se submetam a testes nesse momento. O vice, no entanto, decidiu ficar em isolamento.

"Tanto o presidente como o vice-presidente quase não tiveram interações com o indivíduo que teve um teste positivo e não é requerido que eles sejam testados a essa altura", diz nota da Casa Branca, assegurando que está tomando as medidas necessárias para garantir a saúde de Trump, do vice Mike Pence e de suas famílias.

"Jantamos juntos em Mar-a-Lago, na Flórida, com a delegação inteira. Não sei se o assessor de imprensa (Wajngarten) estava lá. Se estava, estava. Mas não fizemos nada fora do usual. Sentamos perto por algum tempo, tivemos uma ótima conversa", afirmou Trump.

"Acredito que estejam sendo testados agora. Deixa eu colocar da seguinte maneira: não estou preocupado", acrescentou.

Comentários