Rio registra novo panelaço contra Bolsonaro

Protesto aconteceu durante pronunciamento do presidente

Por O Dia

Coletiva de imprensa de Jair Bolsonaro
Coletiva de imprensa de Jair Bolsonaro -
Rio - Diversos panelaços foram registrados em bairros do Rio e em Niterói, na Região Metropolitana, na noite desta quarta-feira durante o pronunciamento do presidente do Jair Bolsonaro sobre a pandemia do novo coronavírus. Este é o segundo dia de protesto seguido.
Na Lapa, no Centro do Rio, moradores se debruçaram sobre as janelas com panelas e gritavam "fora, Bolsonaro". Também foram registrados panelaços nos bairros: Vila Isabel, Tijuca, Grajaú, Andaraí, Engenho de Dentro, Méier, Olaria, na Zona Norte; em Botafogo, Humaitá, Leblon, Laranjeiras e Copacabana, Urca, São Conrado, na Zona Sul; Jacarepaguá, Pechincha, Vila Valqueire, Barra da Tijuca, na Zona Oeste. 
Mais cedo, moradores já haviam realizado um panelaço durante a entrevista coletiva do presidente ao lado de diversos ministros sobre o Covid-19. Na ocasião, ele afirmou estar alinhado com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que o governo está atento à crise do coronavírus desde que houve operação de resgate de brasileiros em Wuhan.
"Começamos a nos preparar. Até que os primeiros casos começaram a aparecer no Brasil. Alguns achavam que a gente deveria suspender o Carnaval. Tivemos esses dias um governador que queria impedir as pessoas de ir à praia. Não só foi um fracasso como o número de pessoas nas praias aumentou", declarou, em uma crítica ao governador do Rio, Wilson Witzel.
Ontem, ocorreram protestos na capital fluminense, São Paulo e Brasília.

Comentários