Polícia prende Jiraya, braço direito do miliciano Ecko, no Rio

Cristiano Lima de Oliveira estava em uma casa em Paciência, na Zona Oeste da cidade, e não resistiu à prisão

Por O Dia

Cristiano Lima de Oliveira, conhecido como Jiraya, foi preso em uma casa em Paciência, na Zona Oeste, na manhã deste domingo
Cristiano Lima de Oliveira, conhecido como Jiraya, foi preso em uma casa em Paciência, na Zona Oeste, na manhã deste domingo -
Rio - A Polícia Civil prendeu, na manhã deste domingo, Cristiano Lima de Oliveira, conhecido como Jiraya, em uma casa em Paciência, na Zona Oeste do Rio. Jiraya é braço direito de Wellington da Silva Braga, o Ecko, chefe da maior milícia da cidade. Jiraya não resistiu à prisão. Com ele, a polícia apreendeu uma pistola Glock.  
Jiraya é investigado pelo homicídio de um morador de Paciência. O homem teria sido morto após ter pisado, sem querer, no pé do miliciano durante uma festa de rua, em 2017. Como tem posição de comando na quadrilha, Jiraya também é investigado pela morte do policial Rodrigo Gaudagno dos Santos, em abril deste ano. 
Atualmente, Jiraya seria responsável pela favela de Antares, em Santa Cruz. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Além de agentes da Draco, também participaram da ação policiais da Subsecretaria de Inteligência, da 59ªDP (Caxias) e da 64ª DP (Vilar dos Teles).
 

Comentários