Na Fiocruz, obras a todo vapor

Por

Será inaugurado, ainda nesta semana, uma unidade hospitalar na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Manguinhos. O hospital será destinado à internação gradual de pacientes graves diagnosticados com a covid-19. Ainda sem muitas informações, a fundação afirmou que, com a conclusão das obras e o início da operação da unidade, a direção avaliará diariamente a abertura progressiva de leitos, junto às secretarias municipal e estadual de saúde.

A unidade será fechada e não terá atendimento de emergência. Todos os pacientes serão encaminhados pelo sistema de regulação estadual de vagas. Enquanto não é inaugurado, o ambiente recebe os protocolos de dedetização e desinfecção.

Serão 200 leitos, a maioria de terapia intensiva. A obra começou no fim de março e está na fase final, com quase 400 pessoas trabalhando dia e noite pra terminar a construção. Parte dos recursos para a obra veio de uma campanha de doações, que arrecadou quase R$ 76 milhões em dois meses.

Comentários