PM da UPP Macacos morre baleado em tentativa de assalto a caminho do trabalho

Soldado Raoni Aguiar de Paula estava de moto, quando foi atingido na cabeça na Rodovia Washington Luís

Por O Dia

Soldado Raoni Aguiar de Paula estava há apenas 4 anos na PM
Soldado Raoni Aguiar de Paula estava há apenas 4 anos na PM -
Rio - A Secretaria estadual de Saúde informou, no fim da manhã desta segunda-feira, que o PM Raoni Aguiar de Paula, de 33 anos, deu entrada morto no Hospital Adão Pereira Nunes (Saracuruna), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O soldado foi baleado na cabeça durante uma tentativa de assalto na Rodovia Washington Luís (BR-040), por volta das 4h40.
De acordo com testemunhas, o soldado estava de moto e era acompanhado por uma colega de trabalho, que estava de carro. Na altura da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), os dois foram fechados por um Fiat Siena. O PM que acompanhava o soldado conseguiu desviar o automóvel.
Mais a frente, ele percebeu que o colega não estava mais com ele, retornando ao local. Chegando lá, ele encontrou o soldado ferido e PMs do 15º BPM (Duque de Caxias), que passavam pelo local, socorrendo o agente. Vários cápsulas de munição estavam ao redor do soldado, que estava com sua arma na mão.
O soldado foi socorrido por ambulâncias da Concer, que administra a via expressa, no Hospital de Saracuruna. Inicialmente, havia a informação de que ele teria chegado à unidade com vida, o que foi descartado pela Secretaria estadual de Saúde.
A Polícia Civil foi acionada para realizar a perícia no local do crime, que foi registrado na 60ª DP (Campos Elíseos). Até o momento, não há informações sobre o paradeiro de quem atirou no PM.
O soldado estava há apenas quatro anos na corporação, era casado e deixa um filho. Com a morte dele, chega a 19 o número de PMs assassinados no Rio neste ano.
A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) lamentou a morte do agente em sua página no Facebook.

Comentários