Rio tem recorde de casos confirmados em 24 horas

Comlurb reforça higienização em mais 37 comunidades da capital fluminense

Por Maria Clara Matturo*

Agentes da Comlurb realizaram higienização na comunidade Barreira do Vasco, ontem
Agentes da Comlurb realizaram higienização na comunidade Barreira do Vasco, ontem -

A Secretaria de Saúde do Rio (SES) confirmou que, ontem, o estado atingiu 26.665 casos confirmados e 2.852 mortes por coronavírus. Há ainda 941 óbitos em investigação. Até o momento, entre os casos confirmados, 21.961 pacientes se recuperaram da doença. Nas últimas 24 horas, 137 pessoas morreram de covid-19 e, no mesmo período, houve a confirmação recorde de 4.427 casos diagnosticados.

Segundo a SES, os casos e óbitos registrados não ocorreram nas últimas 24h. O alto volume confirmado se deve pelo aumento da capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios parceiros, que dobrou, passando de 900 para até 1.800 amostras analisadas por dia.

Ontem, a Comlurb reforçou a higienização em 37 comunidades, entre elas a Barreira do Vasco, Catumbi, Rocinha e Santo Amaro. A iniciativa, que tem como objetivo reduzir os riscos de contaminação da covid-19, já alcançou 480 comunidades. Todas elas receberam lavagem com água de reuso e detergente neutro.

"Esta estratégia de limpeza de espaços públicos foi utilizada na China, Itália, França e ajuda sim, tem a capacidade de matar o vírus.", reforçou a pesquisadora em Saúde da UFRJ Chrystina Barros. No entanto, na visão da especialista, essa limpeza não pode ser vista como um "passe livre" para circular nas ruas, porque "não é uma técnica que limpe toda a área de circulação, acaba não limpando portões, cones e todo o mobiliário urbano".

Além da lavagem nas comunidades, a companhia segue também com a higienização nos pontos de maior circulação de pessoas.

* Estagiária sob supervisão de Bete Nogueira

Comentários