Água cristalina em praia de Botafogo que viralizou não tem relação com a quarentena, afirma Inea

Vídeo com mar de aspecto transparente foi compartilhado mais de 10 mil vezes no Facebook

Por Lucas Cardoso

Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia
Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia -
Rio - As águas da Enseada de Botafogo chamaram a atenção nas redes sociais, nesta segunda-feira, após uma usuária divulgar um vídeo em que a praia aparece com águas cristalinas. Na gravação, a usuária credita ao isolamento social a limpeza da água, mas, de acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), apesar de chamar atenção, a condição flagrada pela usuária é comum nessa época do ano e não está associada aos efeitos da quarentena.

"O aspecto claro da água da praia de Botafogo não tem correlação direta com o isolamento social. Essa coloração é comum no outono, em função do período de seca a da menor incidência de chuva, associado às direções de ondulação e maré, que ocasionam maior troca de água nas praias localizadas no interior da Baía de Guanabara", diz nota encaminhada pelo instituto.
O flagrante da usuária na rede chamou tanta atenção que chegou a ser compartilhado mais de 10 mil vezes. Nas imagens, as águas da praia estão tão transparentes que é possível ver a areia no fundo. Durante à tarde, a reportagem de O DIA esteve no local e conferiu o fenômeno de perto. Além das águas mais claras, até uma tartaruga foi flagrada se alimentando. 
Segundo o ambientalista Mário Moscateli a condição da água é positiva, mas não muda a realidade Praia de Botafogo. O especialista comenta que a situação seria permanente se houvesse uma intervenção radical para barrar o lançamento de esgoto nas galerias de águas pluviais do bairro. Segundo ele, os rios Banana Podre e Berquó impactam diretamente na condição da enseada. "É o único jeito", diz.
A opinião do ambientalista é compartilhada pelo professor de oceanografia da Uerj, David Zee. Segundo ele, são poucos os aspectos de melhora no ambiente com a quarentena. "A qualidade do ar e a condição das areais nas praias são alguns dos poucos pontos onde há melhoria. Mas isso não deve durar. Quando todos voltarem para suas rotinas normais, tudo será revertido", lamenta.
Um balanço divulgado pelo Inea, nesta segunda, confirma a percepção do especialista sobre a condição do ar. De acordo com o estudo, melhora registrada no último levantamento foi de até 91%, em Santa Cruz, na Zona Oeste da Cidade e de 72%, em Copacabana, na Zona Sul. Na checagem da atmosfera são conferidas as concentrações de monóxido de carbono (CO) e de Dióxido de Nitrogênio (NO2), elemento que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esta cada vez mais associado aos casos de bronquite, asma e infecções respiratórias.

Galeria de Fotos

Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro 18/05/2020 - Covid-19 - Qualidade da agua na praia de Botofogo. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agência O Dia

Comentários