Após recorrer a auxílio emergencial, Rita Cadillac se manifesta: 'Eu pedi e fui aprovada'

No vídeo, compartilhado nesta tarde, a ex-chacrete menciona que a classe dos artistas é a última a voltar a trabalhar

Por O Dia

Atriz e dançarina, Rita Cadillac
Atriz e dançarina, Rita Cadillac -
Rio - A atriz e dançarina, Rita Cadillac, de 65 anos, que recorreu a ajuda de R$600 do governo para "seguir com a vida nos trilhos", diante da pandemia do coronavírus, se manisfestou sobre o caso, neste segunda-feira em um vídeo publicado em sua conta no Instagram.
Segundo ela mesma, em uma entrevista a um programa de TV, o dinheiro ajudou a pagar algumas contas. Além disso, Rita também disse que perdeu amigos para a covid-19. A ex-chacrete relatou também que nunca levou vida de rica.
"Eu não entendi esse auê todo. Artista é a última classe a trabalhar. Não fui eu que exigi, eu pedi, foi lá para o DataPrev, e eu fui aprovada"
No vídeo, compartilhado nesta tarde, Rita menciona que a classe dos artistas é a última a voltar a trabalhar. Em uma parte do conteúdo, há a mensagem com fundo preto, escrito: "Este vídeo será todo em preto e branco. Não terá nenhuma música de fundo. Nenhum fotografia, ilustração ou cena (...) para que você imagine como seria viver em quarentena sem as artes".

Comentários