Recém-nascido que nasceu de mãe com coronavírus tem alta

Henry, que é prematuro, passou mais de um mês internado - sua mãe morreu de complicações da doença

Por André Arraes*

Henry no colo da avó, Martha.
Henry no colo da avó, Martha. "Me vi no lugar da minha filha", afirmou ela. -
Rio - Após pouco mais de um mês internado, o bebê Henry, recebeu alta, na quarta-feira, da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal do Hospital Federal de Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Prematuro de 8 meses, o neném nasceu dia 20 de abril, após a decisão dos médicos por um parto antecipado de sua mãe Aline Cristina, que estava com coronavírus. Devido a complicações da doença e um quadro de hipertensão grave, Aline não resistiu e morreu no dia 11 de maio sem conhecer o filho. Henry recebeu os tratamentos na unidade até sua alta, que foi festejada pelo pai, Kaique dos Santos, a avó Martha Cristina e a equipe do hospital.

Dona Martha, avó de bebê e mãe de Aline, conta o sentimento de levar o neto para casa e a lembrança da filha. “No momento da alta do Henry, quando saí com ele no colo, me vi no lugar da minha filha. Foi muita emoção, porque era para ser ela saindo com ele, a nossa expectativa era essa, infelizmente ela foi interrompida. Mas todos nós, eu, o pai, a outra avó e a irmã da Aline, estamos cuidando do Henry e vamos dar todo amor, carinho e respeito para ele.”

Durante o tempo internado o recém-nascido recebia diariamente a visita do pai e da avó Martha. Segundo eles, Henry foi bem tratado na unidade e nas visitas os profissionais de saúde passavam informações sobre o desenvolvimento do bebê, como o peso, estado de saúde e etc.
Morte da mãe

Segundo Martha, o hospital foi equivocado em colocar a filha direto no isolamento, pela suspeita de covid-19, além do teste para doença ter demorado para ser feito. “Ela foi pro hospital para fazer uma ultrassonografia, estava tossindo e com pressão alta, aí os médicos suspeitaram de covid e decidiram interná-la. O que achei errado foi ela ir logo para o isolamento, ela era hipertensa e essa tosse era “comum” nela. Naquele momento ela podia não estar com a doença. O teste só foi feito 15 dias depois dela internada”, afirmou a mãe.

* estagiário sob supervisão de Waleska Borges

Galeria de Fotos

Henry no colo da avó, Martha. "Me vi no lugar da minha filha", afirmou ela. Divulgação
Bebê Henry tem alta no HFB Divulgação
Bebê Henry tem alta no HFB Divulgação

Comentários