Covid-19 é responsável quase 12% dos óbitos registrados no estado do Rio em 2020

Vírus já ultrapassou números de mortes por acidentes de trânsito e crimes violentos em todo o ano passado

Por Yuri Eiras

Rio de Janeiro - RJ  -20/05/2020 - COVID 19 - Coronavirus no Rio - Enterro de vitima da Covid no Cemiterio do caju - Foto Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio de Janeiro - RJ -20/05/2020 - COVID 19 - Coronavirus no Rio - Enterro de vitima da Covid no Cemiterio do caju - Foto Gilvan de Souza / Agencia O Dia -
Rio - O avanço do novo coronavírus no Brasil e no Rio de Janeiro reflete números alarmantes. O Portal da Transparência de Registro Civil, que coleta dados dos cartórios de todo o país, aponta que 62.366 óbitos foram registrados este ano no território fluminense. Desses, 7.434 apontam a covid-19 como possível causa da morte.A doença, portanto, pode ser responsável por cerca de 12% do total de mortes no estado, à frente dos casos de vítimas fatais de acidentes de trânsito (960) e de crimes violentos (2.005), que incluem homicídios dolosos, latrocínio e mortes por intervenção de forças policiais.
Na capital, a porcentagem é ainda maior: do total de 29.172 óbitos, 4.717, ou 16%, são suspeitos ou confirmados de covid-19. Embora o dado seja preocupante, o prefeito Marcelo Crivella deve anunciar a flexibilização de atividades esta semana.
Em nível nacional, 503.205 mortes foram registradas nos primeiros cinco meses deste ano. Desses óbitos, 5,7% foram por complicações devido à covid-19. "A gente tem uma curva ascendente no Rio e no Brasil. O número de casos vem aumentando a cada dia. Se computarmos os casos pela data do primeiro sintoma, veremosque a curva é muito ascendente e bastante íngreme. E ela vai continuar ascendenteno estado e município ainda esse mês. Para pensar em flexibilizar, o ideal seria que três componentes estivessem presentes: o primeiro, é que a prefeitura estivesse oferecendo testagem; saber qual o percentual de pessoas que já tiveram Covid e podem voltar; montar pólos de atendimento, principalmente nas comunidades; e ofertar leitos hospitalares", pontou Daniel Soranz, ex-secretário municipal de saúde e infectologista.
"A cidade é uma das que menos testa. É uma das capitais onde a população têm mais dificuldade de conseguir um teste, e isso certamente gera uma subnotificação", completou.
Segundo boletim atualizado, no início da noite de ontem, pela Secretaria de Estado de Saúde, o Rio de Janeiro tem 53.388 casos confirmados de covid-19 e 5.344 mortes. Na capital, são 29.157 infectados e 3.578 óbitos. Já no país, há 498.440 casos confirmados de coronavírus e 28.834 mortes.
Mais mortes por vírus do que por crimes violentos
A pandemia já ultrapassou, em três meses, algumas causas de mortes comuns. Números do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), coletados pelo Ministério da Saúde e pela secretaria estadual de Saúde, indicam que, em 2019, 960 morreram por acidentes de trânsito. Já dados do Instituto de Segurança Pública apontam que 2.005 pessoas foram vítimas de crimes violentos - homicídios dolosos, latrocínio e intervenção do estado entre janeiro e abril de 2020.
 

Comentários