Disque Denúncia aumenta recompensa por informações por traficante da Baixada

Ele é dos suspeitos de ter participado da morte de um policial militar na região do Gogó da Ema, também na Baixada Fluminense, nesta terça (02)

Por O Dia

Cartaz - Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro do Guaxa
Cartaz - Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro do Guaxa -
Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta quarta-feira, um cartaz com recompensa de R$ 5 mil reais pedindo informações que possam levar a prisão de Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro do Guaxa, de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Ele é dos suspeitos de ter participado da morte de um policial militar na região do Gogó da Ema, também na Baixada Fluminense, nesta terça (02). Anteriormente, a recompensa era de R$ 1 mil reais.
Genaro é ligado à facção Terceiro Comando Puro (TCP). O grupo do criminoso seria responsável por diversos roubos de cargas, invasões à favela rivais, e diversos homicídios com requintes de crueldade. Além disso, ele teria ocupado um condomínio da "Minha Casa Minha Vida, para transformar em sua Central do Tráfico.
Ele domina as comunidades do Gogó da Ema, Guaxa, São Leopoldo e Santa Tereza, em Belford Roxo, e usa o bairro do Guandu como base para atacar caminhões de cargas nos 71 km de extensão do Arco Metropolitano, que liga Itaguaí a Duque de Caxias, além de agir em trechos das rodovias Washington Luis e Presidente Dutra.
Contra o traficante, constam pelo menos 22 mandados de prisão, expedido por diversas Varas Criminais, pelos crimes de roubo.
Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de Genaro, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia – . O Anonimato é garantido.
Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas a Delegacia de Homicídios da Baixada encarregadas do caso e do inquérito em relação à morte do Agente de Segurança.

Comentários