Mais Lidas

Wassef acredita que Queiroz não vá fazer delação premiada

Advogado afirmou que não ter dito ao presidente Jair Bolsonaro e ao seu filho Flávio que o PM reformado estava em sua casa

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Frederick Wassef deixou defesa de Fabrício Bolsonaro no caso da 'rachadinha' da Alerj neste domingo
Frederick Wassef deixou defesa de Fabrício Bolsonaro no caso da 'rachadinha' da Alerj neste domingo -
Brasília - O advogado Frederick Wassef, dono da casa onde Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi preso na quinta-feira, declarou, na noite deste domingo, que "jamais disse" ao presidente Jair Bolsonaro ou ao seu filho Flávio que Queiroz estava em sua casa.

"Nunca, jamais o presidente da República soube ou teve conhecimento desses fatos. Isso é de minha inteira responsabilidade", afirmou, em entrevista à CNN. "Eu omiti essas informações do presidente e do senador Flávio Bolsonaro".
Wassef contou que Queiroz estava fazendo um tratamento na Santa Casa de Bragança Paulista e que de sua residência ao hospital demorava "10 minutos". O advogado disse que o PM reformado tinha câncer e fez duas cirurgias no hospital em Bragança. "Ficou internado por vários dias."
O advogado afirmou também não acreditar que Queiroz vá fazer uma delação premiada. Ele disse ainda que "nunca, jamais" o ex-assessor repassou dinheiro para contas bancárias de Flávio Bolsonaro.
"Não tem nenhuma prova no processo que ele recebeu dinheiro", disse, ressaltando que há uma "inquisição" tentando incriminar o filho de Bolsonaro. "Jamais existiu qualquer esquema de 'rachadinha' no gabinete de Flávio Bolsonaro", afirmou, ressaltando diversas vezes que neste momento está impedido, pelo fato de o caso estar em andamento, de dar informações mais detalhadas.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro