Professor da escola Abel de Niterói é vítima de racismo durante aula virtual

Aluno usou o chat da sala virtual para direcionar xingamentos ao professor

Por Jenifer Alves*

Colégio Le Salle Abel
Colégio Le Salle Abel -
Rio - Um aluno do 7º ano da escola La Salle Abel chamou um professor de "macaco" e "gorila" durante uma aula virtual de história. Uma pessoa ligada à escola, que não quis se identificar, conta que o professor é um profissional querido pelos estudantes e que é a primeira vez que tem conhecimento sobre algo do tipo.
O caso aconteceu no último dia 18, por volta de 12h. O aluno utilizou a ferramenta de chat para falar com os colegas e professores para proferir as ofensas contra o profissional. O colégio é um dos mais tradicionais da cidade de Niterói.
A Instituição emitiu um comunicado informando que a direção do Colégio La Salle Abel tomou ciência do ocorrido por meio da coordenação pedagógica dos Anos Finais. Segundo a nota, a escola disse manifestar seu repúdio. Além disso, se solidariza com o profissional alvo dos xingamentos.
"O Colégio La Salle Abel repudia, de forma veemente, toda e qualquer forma de preconceito. Esse comportamento execrável compõe de maneira indelével o racismo estrutural que funde a sociedade brasileira e, portanto, merece atenção redobrada, tendo em vista os crescentes casos dessa modalidade de preconceito no País", disse.
Segundo a direção do colégio, "medidas já foram tomadas e o caso é analisado". No entanto, a escola não informou se o aluno foi afastado, expulso ou suspenso da escola ou quais medidas foram tomadas.
O DIA tentou contato com o professor, mas não obteve sucesso.
*Estagiária supervisionada por Karilayn Areias

Comentários