Detento morre após ser diagnosticado com coronavírus em Campos

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informou que ações de prevenção e combate à covid-19 estão ocorrendo desde o dia 13 de março

Por O Dia

Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)
Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) -
Rio - Um detento que estava no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, morreu na tarde desta quinta-feira vítima do coronavírus. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), ele e outros três detentos foram encaminhados ao Hospital Ferreira Machado para realizar um exame. Dos quatro, apenas um testou positivo e veio a óbito. Ele não teve o nome divulgado.
Ainda segundo a Seap, como medida de prevenção, os internos que tiveram contato com o detento infectado, foram isolados. 
Até o momento, 112 internos testaram positivo para a covid-19 no sistema prisional fluminense. Ao todo, houve 13 óbitos, sendo 11 ocorridos no Pronto Socorro Geral Doutor Hamilton Agostinho; um no Hospital Pedro II; e um no Hospital Ferreira Machado.
Em nota, a Seap disse que lamenta a morte e esclarece que a equipe da Coordenação de Saúde, subordinada à Subsecretaria de Tratamento Penitenciário está monitorando a saúde dos detentos.
Além disso, informa ainda que outras ações de prevenção e combate ao coronavírus estão ocorrendo desde o dia 13 de março em todas as unidades prisionais.

 

Comentários