Suspeito de matar a mulher gravou vídeo pedindo 'mil desculpas'; assista

Vídeo foi gravado antes de Gilton ser preso pela polícia após se envolver em um acidente de carro em Angra dos Reis

Por IG - Último Segundo

Thayane Nunes da Silva foi encontrada sem vida na última quinta-feira (2) em seu apartamento em Campo Grande
Thayane Nunes da Silva foi encontrada sem vida na última quinta-feira (2) em seu apartamento em Campo Grande -
Gilton Santos Pinto, apontado como o principal suspeito de matar a arquiteta Thayane Nunes da Silva, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, gravou um vídeo nas redes sociais em que pede "mil desculpas pelo que aconteceu", mas não especificou o motivo das desculpas. Na sequência, ele apagou o vídeo. Mas, algumas pessoas gravaram antes que ele pudesse apagar.

"Gente, eu estou aqui pedindo mil desculpas pelo que aconteceu hoje, para depois não me julgarem, julgarem os meus familiares. Porque a vida, é, ninguém sabe o que se passa com um casal", afirma Gilton no vídeo.

O vídeo foi gravado antes de Gilton ser preso pela polícia após se envolver em um acidente de carro em Angra dos Reis. Ele fugiu de carro depois do crime e bateu em outros dois veículos. Oito pessoas ficaram feridas no acidente.

De acordo com a Polícia Militar do Rio, o casal brigou em um quarto do apartamento onde viviam e os vizinhos ouviram a discussão e chamaram a PM. Quando os policiais chegaram ao condomínio, o marido teria fugido e Thayane já estava morta. Ela foi estrangulada por Gilton.

Veja, na sequência, o vídeo publicado por Gilton Santos Pinto:

 

Comentários