Viúva de homem morto por Fabrício Queiroz e Adriano da Nóbrega diz que ele foi executado

MP do Rio vê falhas na investigação da suposta execução, ocorrida em 2003, quando Queiroz e Nóbrega eram PMs do batalhão de Jacarepaguá, e dá 90 dias para que ela seja concluída. Fuzis usados na ação nunca foram periciados

Por O Dia

Adriano da Nóbrega e Fabrício Queiroz
Adriano da Nóbrega e Fabrício Queiroz -
Rio - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) viu falhas na investigação da suposta execução feita por Fabrício Queiroz e Adriano da Nóbrega, em 2003 quando eles trabalhavam juntos como PMs do batalhão de Jacarepaguá e mataram um homem, suspeito de tráfico. A viúva nega que seu marido era traficante. As informações são do Fantástico, da Rede Globo.
Adriano Magalhães da Nóbrega foi morto na Bahia - divulgação
Segundo a reportagem, a investigação, que já dura 17 anos, vai perder a validade em 3 anos, assim, o MP determinou que seja concluída em até 90 dias.
O programa conversou com a viúva do suspeito, que acredita que ele foi executado. A mulher, que não quis ser identificada, era casada e teve dois filhos com Anderson Rosa de Souza, de 29 anos e contou que nunca foi procurada pela polícia e falou sobre o dia da morte.
"Os moradores falaram: "pegaram teu marido aí, levaram lá para baixo lá, fizeram ele se ajoelhar e deram os tiros nele. Disse que ele pediu 'pelo amor de Deus', mas não adiantou", relatou ao Fantástico.
Ela negou que o marido fosse traficante e informou que ele não tinha armas, mas que Anderson se relacionava com diversos grupos e andava em diversas áreas da comunidade. Ela ainda falou que se a polícia desconfiava do comportamento dele, Anderson deveria ter sido preso, e não morto.

A viúva ainda contou que Queiroz era um policial muito temido na comunidade. "Falasse que era ele, minha filha, a rua ficava limpa. Ele fez muita mãe chorar ali, né? Eles eram muito violentos ali dentro. Quando ele apareceu na televisão, todo mundo: 'é ele, é ele, é ele"", revelou.
Fabrício Queiroz fazendo churrasco na casa em Atibaia - Reprodução




 

Galeria de Fotos

Adriano da Nóbrega e Fabrício Queiroz Reprodução
Fabrício Queiroz fazendo churrasco na casa em Atibaia Reprodução
Adriano Magalhães da Nóbrega foi morto na Bahia divulgação
Fabrício Queiroz Reprodução

Comentários