MP já teria indícios contra Castro

O Ministério Público do Rio descobriu a participação de Claudio Castro na máfia que fraudava licitações da Fundação Leão XIII com pregões superfaturados

Por Thuany Dossares

O governador em exercício do Rio, Claudio Castro, deveria estar entre os denunciados da Operação Catarata que investiga a fraude em licitações de projetos sociais e desvio de dinheiro público da Fundação Leão XIII. É o que O DIA apurou junto a fontes no MP, que já possui indícios de cometimento de crime por parte de Castro.

De acordo com as investigações, ele dividiria a liderança da máfia com Pedro Fernandes, no esquema que começou em 2013. Em delação, o empresário Bruno Selem afirmou que Castro, quando vereador, recebia propinas.

Em nota, o Palácio Guanabara afirmou que o Ministério Público diz que o governador em exercício não é objeto da investigação.

Comentários