No primeiro dia de campanha, candidatos modificam agenda por conta da recomendação do TRE-RJ

Alguns deles preferiram não ir às ruas e optou por lives. Porém, outros fizeram corpo a corpo, mas afirmaram ter seguido protocolos de segurança

Por Marina Cardoso

Rio, 27/09/2020  - Eleicoes 2020. Primeiro dia de campanha para prerfeitura do Rio. Morro do Adeus, Complexo do Alemao, Penha. zona norte do Rio. Na foto Candidato a prefeito Eduardo Paes..  Foto: Ricardo Cassiano/Agencia O Dia
Rio, 27/09/2020 - Eleicoes 2020. Primeiro dia de campanha para prerfeitura do Rio. Morro do Adeus, Complexo do Alemao, Penha. zona norte do Rio. Na foto Candidato a prefeito Eduardo Paes.. Foto: Ricardo Cassiano/Agencia O Dia -
Rio - No primeiro dia de campanha eleitoral para a prefeitura e Câmara dos Vereadores do Rio, os candidatos precisaram readaptar a agenda em razão da recomendação do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). Na sexta-feira, o órgão estabeleceu que até o dia 6 de outubro estão proibidos comícios, passeatas e eventos com aglomeração de pessoas por conta da pandemia do coronavírus (covid-19). Dos 14 candidatos que disputam o chefe do Executivo no Rio, houve quem foi à rua mas adotou medidas para evitar aglomeração, mas também outros candidatos preferiram cancelar a agenda ou recorreram as lives na internet para o início da campanha. 
O ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), esteve no Complexo do Alemão e assinou a “Carta Compromisso com as favelas cariocas”, ao lado de várias lideranças comunitárias, na parte da manhã. Na entrada, houve medição de temperatura. Já na parte da noite, ele lançou oficialmente sua campanha via plataformas digitais. 
"O mais importante é mostrar no primeiro dia de campanha que as comunidades, que hoje sofrem mais do que qualquer um com a Covid-19, com a falta de serviços públicos e o não funcionamento da Prefeitura, que elas serão prioridade no meu governo", afirmou Paes.
A deputada estadual e candidata pelo PDT, Martha Rocha, visitou pontos turísticos da cidade e o CIEP Tancredo Neves e, depois, seguiu para a orla de Copacabana. De máscara, a parlamentar afirmou que cumprimentou os eleitores mantendo o distanciamento obrigatório. Durante a parte da tarde, ela teve um encontro com candidatos do partido para ocupar a Câmara dos Vereados e o candidato a vice, Anderson Quack, em uma casa na Tijuca. 
"Vamos trabalhar como estamos fazendo aqui. Com todo respeito aos critérios necessários a esta grave crise sanitária, respeitando o distanciamento social, valorizando a ciência. Eu sempre digo “dê voz à ciência”; vamos seguir apresentando as nossas ideias pelas redes sociais, no dia a dia, conversando com os eleitores, nos debates que com certeza virão", disse Martha.
No primeiro dia de campanha, Martha Rocha (PDT) faz caminhada na orla de Copacabana - Divulgação
Candidato do PSL, o deputado federal Luiz Lima esteve em uma feira em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, e em Copacabana sem máscara para falar com os apoiadores que o cercaram. Porém, assim que foi advertido, o candidato colocou a máscara. 
A deputada federal Clarissa Garotinho (PROS) marcou presença com candidatos a vereadores e o vice-prefeito, Jorge Coutinho, em frente à sede da Prefeitura do Rio, o Piranhão. No evento, eles afirmaram que foram respeitadas todas regras de não aglomeração e uso de máscaras. À noite, ela esteve em um culto com a família, em Campo Grande.
 
O ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello (Rede), também alterou sua agenda em razão do decreto estadual. A caminhada com todos os candidatos a vereador do partido em volta do Maracanã foi modificada por um trajeto sozinho ao lado da vice, a ex-vereadora Andrea Gouvêa.
A deputada estadual Renata Souza (Psol) esteve no Cais do Valongo, na Zona Portuária do Rio, e na Glória, na Zona Sul do Rio, junto com candidatos a vaga de vereador e o vice-prefeito, Ibis Pereira. A ex-governadora Benedita da Silva (PT) teve um encontro com lideranças comunitárias de favelas cariocas no Morro do Vidigal, na Zona Sul da cidade.
Dos candidatos que preferiram cancelar eventos na rua está o atual prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), que tenta reeleição, que descartou sua ida em um culto ecumênico no Parque Madureira. O Partido Novo desistiu da caminhada do candidato Fred Luz prevista para ocorrer em Copacabana, na Zona Sul do Rio, em razão à orientação do TRE-RJ. No lugar, a sigla realizou o lançamento pelas redes sociais, com a participação da vice, Giselle Gomes, dos deputados estaduais e federais do partido, membros dos diretórios estadual e municipal e de todos os 34 candidatos a vereador.
O candidato do MDB à prefeitura, o vereador Paulo Messina desmarcou um corpo a corpo que pretendia fazer no calçadão de Bangu, na Zona Oeste do Rio. Durante a tarde, Messina optou por visitar a Basílica Santuário de Nossa Senhora da Penha, na Zona Norte, com a sua família.
Para o cientista político João Feres, do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Uerj, os candidatos deviam seguir um padrão. "Se a orientação é evitar aglomeração, os candidatos deviam seguir à risca. Estamos com números altos de covid-19 no Rio", afirmou.

Galeria de Fotos

Rio, 27/09/2020 - Eleicoes 2020. Primeiro dia de campanha para prerfeitura do Rio. Morro do Adeus, Complexo do Alemao, Penha. zona norte do Rio. Na foto Candidato a prefeito Eduardo Paes.. Foto: Ricardo Cassiano/Agencia O Dia Ricardo Cassiano/Agencia O Dia
No primeiro dia de campanha, Martha Rocha (PDT) faz caminhada na orla de Copacabana Divulgação
Paes subiu o Morro do Adeus e assinou uma 'Carta compromisso' Ricardo Cassiano
Rio, 27/09/2020 - Eleicoes 2020. Primeiro dia de campanha para prerfeitura do Rio. Morro do Adeus, Complexo do Alemao, Penha. zona norte do Rio. Na foto Candidato a prefeito Eduardo Paes.. Foto: Ricardo Cassiano/Agencia O Dia Ricardo Cassiano/Agencia O Dia

Comentários