Com Cristiane Brasil presa, PTB desiste de candidatura à Prefeitura do Rio

Partido chegou a cogitar o lançamento de Fernando Bicudo, mas acabou decidindo abortar a campanha em solidariedade à filha de Roberto Jefferson

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Cristiane Brasil, a caminho de se entregar à polícia, gravou série de vídeos em que critica ação que levou à sua prisão
Cristiane Brasil, a caminho de se entregar à polícia, gravou série de vídeos em que critica ação que levou à sua prisão -
Rio - O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) não vai mais lançar candidato próprio à Prefeitura do Rio. O nome da ex-deputada Cristiane Brasil chegou a ser oficializado, mas o partido desistiu da candidatura na última segunda-feira, após a Justiça ter decidido manter a prisão preventiva da política, detida por suspeitas de fraudes na área de Assistência Social do Rio.

Galeria de Fotos

Cristiane Brasil continuará presa Reprodução/Facebook
Cristiane Brasil, a caminho de se entregar à polícia, gravou série de vídeos em que critica ação que levou à sua prisão Reprodução de vídeo
Cristiane Brasil, ao lado de seu pai, o político Roberto Jefferson Divulgação/PTB
Cristiane Brasil e Roberto Jefferson Divulgação
Roberto Jefferson e Cristiane Brasil Reprodução/Facebook
Cristiane Brasil Wilson Dias/Agência Brasil
Cristiane Brasil Gilmar Felix / Câmara dos Deputados
Cristiane Brasil: vida complicada por relação ruim com ex-funcionários Reprodução/Facebook
A legenda chegou a cogitar o lançamento de Fernando Bicudo, que seria o vice de Cristiane, como candidato, mas acabou decidindo abortar a campanha em solidariedade à filha de Roberto Jefferson.
A prisão de Cristiane Brasil ocorreu no âmbito da Operação Catarata. Segundo o Ministério Público, a ex-deputada participou de um suposto esquema de desvio entre 2013 e 2017, quando ocupou pastas na Prefeitura Municipal do Rio, nas gestões de Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos).
O PTB não informou se apoiará algum outro candidato na capital fluminense, apenas que seguirá a resolução da Executiva Nacional que veta alianças com PT, PSOL, PDT, PCdoB, REDE, PSB, PCB, PSTU e PCO.

Comentários