Secretário da Polícia Civil diz que principal canal para combater o crime é a tecnologia

Allan Turnowski participou de reunião com o governador em exercício, Cláudio Castro, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC)

Por Carolina Freitas

Allan Turnowski
Allan Turnowski -
Rio - O secretário da Polícia Civil Allan Turnowski disse, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, que aposta na tecnologia para dar total segurança à população. Em reunião com o governador em exercício, Cláudio Castro, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na tarde de hoje, Turnowski afirmou que o principal canal para combater o crime é investir na área tecnológica. O comandante-geral da PM, Rogério Figueredo, também participou do encontro.

Galeria de Fotos

Reunião de Cláudio Castro nesta quinta-feira Eliane Carvalho / Governo do Estado do Rio de Janeiro
Cláudio Castros e secretários no Centro Integrado de Comando e Controle Rafael Campos / Governo do Estado do Rio de Janeiro
O secretário de Polícia Militar, coronel Rogério Figueiredo e o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski Eliane Carvalho
"Vamos utilizar câmeras com reconhecimento facial. Isso tudo para ajudar as duas polícias, tanto a Civil, quanto a Militar. Acho que essa é a base para integrar as duas corporações", disse Allan.
Além disso, o secretário afirmou que a Polícia Civil possui um hangar utilizado por agentes do Serviço Aeropolicial (SAER) e que o local será ampliado. "Chegarão dois helicópteros com câmeras termais, onde é possível localizar criminosos de longe. Também terão novos drones, que poderão ser utilizados em investigações", informou.
Rogério Figueredo, coronel da Polícia Militar, disse que o governador em exercício está dando total apoio às secretarias para que haja o avanço da segurança no estado. "Estamos no segundo ano de governo com redução nos principais indicadores e para o próximo ano temos um grande desafio. Essa é a visão do governo do estado. Ver como vamos conduzir a segurança pública para médio e longo prazo. O governador já indicou uma preocupação com as chuvas do verão, com possibilidade de enchentes e a operação nas praias também. Estamos fazendo planejamentos para essas duas demandas".
Questionado sobre a utilização dos novos drones e helicópteros em operações, que foram proibidos pelo
Supremo Tribunal Federal (STF), Figueiredo informou que a PM irá operar em qualquer ocasião. "A decisão do STF não proíbe as operações. Vamos operar em qualquer cenário que for preciso. Isso, claro, com planejamento, com dados de inteligência e logística como temos feito. A Polícia Militar não vai deixar de fazer operações", finalizou.

Comentários