'Nós vamos acabar com a falta de vaga de creche na cidade do Rio', diz Paulo Messina

Candidato à Prefeitura do Rio pelo MDB garantiu que em fevereiro de 2021 já haverá vaga

Por O Dia

Candidato à Prefeitura do Rio, Paulo Messina durante live para o Jornal O Dia
Candidato à Prefeitura do Rio, Paulo Messina durante live para o Jornal O Dia -
O candidato à Prefeitura do Rio pelo MDB, Paulo Messina, foi o convidado de ontem na live do O DIA, em parceria com a Fecomércio, e apresentou suas propostas de governo.
Inicialmente, Messina garantiu que vai acabar com a falta de vagas nas creches do Rio. “Nós vamos acabar com a falta de vaga de creche na cidade do Rio de Janeiro. Este modelo conveniado que a Prefeitura tem hoje é um modelo burro. Nós vamos incentivar as creches conveniadas e contratar a vaga para a criança. Dessa forma, em fevereiro, já tem vaga”, garantiu Messina.
O candidato do MDB afirmou ainda irá criar um centro de empreendedorismo para tirar os camelôs das ruas. “O carioca odeia desordem, mas também odeia esculacho. Ninguém quer a Guarda Municipal na rua dando porrada com cassetete em camelô, destruindo mercadoria, mas quer ordem. Essa ordem vem com a Prefeitura oferecendo curso, formação, é dando destino ao camelô. Uma das propostas que a gente tem é criar um centro de empreendedorismo”.
Em relação à da Guarda Municipal, Messina destacou que armar mais um grupo sem uma digna remuneração pode ser perigoso. “Sabe o que acontece se você colocar uma arma na mão de um guarda que é mal remunerado? Vamos falar um português bem claro. Ele vai ser um potencial soldado para a milícia”, disse o candidato.
O vereador destacou ainda que a contratação da mão de obra das comunidades é a saída mais rápida para gerar emprego. “A Prefeitura gasta bilhões de reais contratando serviços gigantescos de outras cidades. Por que a Dona Maria não pode fazer, por exemplo, a produção dos uniformes das escolas? Esse dinheiro precisa estar na mão do nosso povo”, afirmou.

Quando o assunto foi IPTU, Messina garantiu que irá cancelar o projeto atual. “O IPTU aumentou na cidade do Rio de Janeiro por conta do projeto Atualiza Rio criado pelo Eduardo Paes. Nós vamos cancelar esse projeto assim que eu assumir a Prefeitura. Então, o pessoal da Zona Norte e Zona Oeste que foi atingido por causa disso pode ficar tranquilo”, garantiu Messina.

Por fim, o candidato destacou que há 40 anos são os mesmos empresários que comandam os transportes do Rio. “Eduardo Paes e Marcelo Crivella são os dois lados da mesma moeda. Há 40 anos são os mesmos empresários que controlam o transporte no Rio. É feito para não funcionar, porque dá dinheiro de campanha para eles. Nós vamos tirar esses contratos. Só quem não tem rabo preso vai acabar com a máfia dos transportes”.

Comentários