Deputados lançam campanha que pede a saída de Wilson Witzel do Palácio Laranjeiras

Por meio da hastag #WitzelSaiadoPalacio, parlamentares repudiam permanência do governador afastado na residência oficial

Por O Dia

Wilson Witzel
Wilson Witzel -
Rio - Um movimento encabeçado por parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) pede a saída do governador afastado Wilson Witzel (PSC) do Palácio Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. A mobilização, que usa a hashtag #WitzelSaiadoPalacio, tem políticos de diferentes partidos e é motivada pelo fato de Witzel ter sido afastado do cargo em 28 de agosto, há quase dois meses.  
"O governador continua na residência oficial sem estar trabalhando de maneira efetiva, sem contribuir pro Rio de Janeiro. Isso não faz sentido algum e, por mais que ele fala que tecnicamente tem direito a morar lá, já que não teve 'carta de despejo' na decisão do STJ, não é certo. O Estado do Rio está quebrado", explicou o deputado Renan Ferreirinha (PSB). 
Ferreirinha ainda deixou claro que a manifestação nas redes sociais é uma forma de constranger publicamente Witzel para que ele saia da residência oficial do governo. "Nós esperamos que com a pressão popular a gente consiga fazer com que ele saia do Palácio. E a adesão dos outros parlamentares é muito bacana, o que mostra que nós continuamos cobrando. Esperamos que o governador tenha entenda que não convém ele permanecer nesse espaço", afirmou.
Questionado pelo O Dia sobre a campanha nas redes sociais, o governador Wilson Witzel não quis se posicionar sobre o assunto.
Centro Cultural
Nesta semana, o deputado Anderson Moraes (PSL) protocolou na Alerj um projeto de lei que propõe que o Palácio Laranjeiras se transforme em um Centro Cultural. De acordo com o projeto, a residência oficial deixaria de casa do governador do Estado.

Comentários