Deputado Felipe Michel com Gabriel David, representante da Beija-Flor, e o deputado federal Dr. Luizinho, coordenador da Comissão Externa de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19 - Divulgação
Deputado Felipe Michel com Gabriel David, representante da Beija-Flor, e o deputado federal Dr. Luizinho, coordenador da Comissão Externa de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19Divulgação
Por O Dia
Publicado 12/10/2020 14:47 | Atualizado há 4 dias
Rio - A retomada das atividades do carnaval carioca já está sendo debatida para 2021. Adiado, o desfile das escolas de samba da cidade do Rio não acontecerá em fevereiro, mas ainda não tem data definida. Por isso, o ex-secretário de Eventos e atual vereador Felipe Michel (Progressistas) se reuniu, nesta segunda-feira, com Gabriel David, representante da Beija-Flor, e o deputado federal Dr. Luizinho (Progressistas), coordenador da Comissão Externa de Enfrentamento à Pandemia da covid-19.
A intenção de Felipe Michel é de que as quadras já voltem a funcionar na próxima fase de retomada das atividades no Rio de Janeiro, em novembro. Para a data do Carnaval 2021, foi debatida a viabilidade das escolas de samba, que precisam de tempo para organizar seus desfiles.
Publicidade
Essas questões serão levadas à Prefeitura do Rio em reunião amanhã, às 11h. O encontro vai contar com a secretária de Saúde Bia Busch, o superintendente da Vigilância Sanitária Flávio Graça, o presidente da Liesa Jorge Castanheira e Gabriel David, que esteve com o vereador na conversa desta segunda-feira (12).
"Este ano eu vivi o carnaval intensamente, coordenando, a pedido do prefeito Marcelo Crivella, toda a operação nos blocos, nas ruas, fazendo um trabalho que foi elogiado pelos foliões e pela imprensa. Sei o que o carnaval significa para a nossa cidade e que ele não pode ficar de fora do calendário de eventos de 2021. Tenho certeza de que, juntos, Executivo e Legislativo, chegaremos a um consenso para fazer mais uma vez um carnaval seguro e alegre", disse Felipe Michel.