Saponinas presentes na quilaia são responsáveis por transportar o antígeno às células - Reprodução internet - site da Fiocruz
Saponinas presentes na quilaia são responsáveis por transportar o antígeno às célulasReprodução internet - site da Fiocruz
Por O Dia
Rio - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária informou que recebeu uma denúncia de comercialização irregular de uma falsa vacina contra a covid-19 em Niterói, no Rio de Janeiro. De acordo com a reguladora, uma empresa está vendendo o imunizante falsificado e dizendo que se trata da vacina em desenvolvimento pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca. A denúncia foi apresentada no dia 25 de setembro e no mesmo dia houve avaliação e encaminhamento formal para a Direção Geral da Polícia Federal.
"Não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira. Até que seja autorizado pelo Anvisa, o cidadão NÃO deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a Covid-19. Existem no Brasil vacinas contra a Covid-19, exclusivamente para uso em estudos clínicos. Não há permissão para comercialização e distribuição dessas vacinas", publicou a Anvisa em seu site oficial.
Publicidade
Até a liberação, a Anvisa pede que não seja adquirido nenhum suposto imunizante contra a doença.