Iniciativa privada deverá doar 50% das vacinas que adquirir ao SUS em caso de compra
Iniciativa privada deverá doar 50% das vacinas que adquirir ao SUS em caso de compraImagem Arquivo
Por O Dia
Rio - Duzentas doses da vacina CoronaVac desapareceram de um posto de saúde da Vila Jurandir, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O furto foi constatado na tarde desta terça-feira (13) e comunicado à Polícia Civil. Todos os 16 funcionários da unidade foram afastados e a vacinação foi suspensa no local. O caso está sendo investigado.

O prefeito de São João de Meriti, Dr. João (DEM), determinou que a Procuradoria Geral do Município abra um inquérito administrativo interno para apurar o caso. Após a conclusão do inquérito policial, os responsáveis serão exonerados.

De acordo com as investigações da 64ª DP (São João de Meriti), os 20 frascos contendo 10 doses cada um, teriam desaparecido de madrugada no deslocamento entre o posto de saúde de Vila Jurandir e o local onde elas ficam armazenadas.

Cinquenta doses de vacina já foram furtadas no mesmo mês

No primeiro domingo do mês (4), um computador e cinquenta doses da vacina CoronaVac foram furtadas de um posto de saúde no bairro de Colégio, na Zona Norte do Rio.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou o arrombamento de um portão do Centro Municipal de Saúde (CMS) Professor Carlos Cruz Lima. Um homem foi identificado pelo registro, chegando no CMS às 4h e forçando a entrada na sala de imunização, furtando cinco frascos da vacina. Ele permaneceu por cerca de 10 minutos no local e fugiu.
A Polícia Civil investiga o caso.