O que ninguém fala é que 'Bunitinho' precisava mais de ajuda do que de fama

Bunitinho' tinha nome. Era Diego e vítima mesmo antes de tomar o tiro

Por O Dia

'Bunitinho do Sextou'
'Bunitinho do Sextou' -

'Bunitinho' tinha nome. Era Diego e vítima mesmo antes de tomar o tiro.

Uma criança grande e doce. Era assim que todo mundo que conhecia Diego de Farias Pinto, o descrevia.

Com 36 anos, nascido na Zona Oeste, Buiú, como também era apelidado, não tinha nenhuma ligação com o tráfico de drogas, mas morreu durante uma incursão do Bope no morro do Dendê, na Ilha do Governador, após sair de um aniversário onde fez um show, que, segundo a polícia, tinha presença de traficantes.

Um triste fim para Diego que estava no auge da carreira como artista. O que ninguém fala é que "Bunitinho" precisava mais de ajuda do que de fama... Eu não consigo entender porque exposição vexatória ganha seguidores!

Ao contrário de outras pessoas que gostam de aparecer por conta própria, Diego não tinha essa noção.

As redes sociais expõem pessoas como Bunitinho aos montes e compartilham para fazerem os outros rirem.

Muito popular nas comunidades cariocas, Bunitinho era comediante e, claro, como qualquer outro artista, vai onde o povo está!

Mas alguém se perguntou se Diego tinha noção do perigo que estava correndo lá dentro? Eu digo: na inocência dele de criança grande, ele não sabia. Foi levado para dentro de uma comunidade perigosa.

Suas últimas imagens são de uma criança feliz, como em todos os vídeos que eram postados em suas redes. Foi, cantou, fez os outros rirem e morreu com um tiro, chamando pelo pai, como contam testemunhas.

Tudo é triste... Como ele morreu, mas também a forma como as pessoas tratam, repito, de forma vexatória, gente que precisa de ajuda psicológica, dentária e tudo mais.

Negligenciaram Diego, abandonaram Diego e mataram Bunitinho. Nesse "sextou", a alegria predominante do rapaz vai ficar devendo.

3,2,1... É DEDO NA CARA!

 

Pingo no I

Nove dias antes de completar 8 anos começou o pesadelo da família do pequeno Arthur Veras.

Com dificuldades na escrita, a mãe levou o pequeno em vários médicos até o diagnóstico desesperador. Ele tem um doença rara degenerativa.

E agora uma corrida contra o tempo. Aqui no Brasil, só o transplante de medula que ele não está apto a fazer. "Tiraram a minha esperança, me mandaram pra casa pra curtir os últimos dias com meu filho, mas um anjo nos EUA me deu uma luz", conta Beatriz, a mãe que está numa corrida contra o tempo e em busca de dinheiro.

A campanha já teve grande repercussão nas redes. Ela precisa de 40 mil dólares para viajar para os EUA ainda este mês.

Bora colocar o pingo no I...

Nesse Natal, se você estava esperando uma oportunidade para fazer o bem pra alguém esse é o momento: www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-do-arthur-veras-ana-beatriz-veras-silva

Tá bonito!

Ana Cláudia dos Santos Neves - Divulgação

Do lixão de Gramacho ao empreendedorismo... A história de luta de Ana Cláudia dos Santos Neves, 44 anos, se confunde com a de muitas brasileiras. Mulheres guerreiras, que não se deixam abater pelas dificuldades que a vida impõe...

Ana trabalhou durante anos catando lixo no já desativado lixão de Gramacho, em Duque de Caxias, para sustentar suas três filhas. E entre um lixo e outro, se apaixonou pelo artesanato.

A partir daí, viu sua vida se transformar. Ganha a vida confeccionando bolsas, chaveiros, todos com imagens de mulheres que fazem a diferença no mundo.

Hoje tem sua própria empresa e faz questão de passar todo conhecimento que conquistou para outras mulheres que sofrem nos perrengues reais do dia a dia. "Espero que pelo meu trabalho eu consiga passar a mensagem de que todas nós somos empoderadas".

Por isso, se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... O lixo pode sim virar luxo nas mãos de quem quer vencer na vida, e tenho dito.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários