Um ano... Cadê as respostas?

Por Isabele Benito

CPI do Ninho do Urubu na Assembleia Lesgislativa
CPI do Ninho do Urubu na Assembleia Lesgislativa -

Lembro daquele dia como se fosse ontem... Sinceramente, acho que aquelas imagens não vão sair da minha cabeça tão cedo... Ou quem sabe, nunca.

Meu programa de rádio estava pronto. A produção me esperava quando vieram as primeiras informações do incêndio gigantesco no CT do Flamengo, o Ninho do Urubu.

Toda minha programação, seja de rádio ou TV, eu pedi pra que fosse mudada. Pra mim, a prioridade sempre vai ser a notícia! E aí, me veio a difícil e dolorosa missão de noticiar a morte de 10 meninos. Tenho certeza que, você que é mãe jamais vai querer imaginar, sonhar com a possibilidade de perder um filho. Pensem como foi sofrido dizer para aquelas mães que seus filhos, todos com sonhos de serem estrelas de futebol e de ajudarem sua famílias, não iriam voltar pra casa.

E um ano se passou...

Um ano sem respostas, de acordos pendentes, sem ninguém responsabilizado até o momento. Ninguém foi denunciado até agora! Uma série de erros que, cada vez mais, crava dor e sofrimento às famílias...

Na última sexta, CPI na ALERJ para apurar e esclarecer o que aconteceu. Diretoria da antiga e atual gestão foram convocadas, mas ninguém apareceu... Representantes foram enviados! Enquanto sobram milhões para contratações de uma "seleção", falta compaixão da diretoria.

De qualquer forma, vão ter que se apresentar até o dia 14... Não querem por bem, vão por mal!

No sábado, um show de homenagens pela torcida apaixonada no CT do Flamengo. Porém, mais um show de horror da diretoria... Familiares proibidos de participar das homenagens! O presidente disse que as famílias só queriam fazer barulho por causa da presença da imprensa no local... É de embrulhar o estômago tamanho descaso e deboche com essas famílias. Não há dinheiro que traga a vida desses jovens de volta. Dinheiro, nesse caso, é detalhe... Mas é direito deles!

As famílias só querem o que todos que passam por isso querem... Apenas um apoio, um abraço.

3,2,1... É DEDO NA CARA!

Pingo no I

Contra o assédio, existem apenas dois caminhos: Punição e educação!

Pensando nisso, a ALERJ aprovou na semana passada um projeto de lei que institui a campanha permanente contra o assédio e violência sexual nos estádios de todo o Estado do Rio.

A iniciativa pretende se consolidar como forma de enfrentar a discriminação e violência contra a mulher nos espaços em que a torcida feminina também se faz presente. Na sexta mesmo nós mostramos aqui o caso da repórter Julie Santos, da FLA TV, que estava trabalhando no Maracanã e sofreu assédio por parte de torcedores do Flamengo.

Então, bora colocar o Pingo no I...

É primordial que se faça entender que o lugar da mulher é onde ela quiser. Respeita as minas!

Tá bonito!

Sabe aquela câmera que você tem instalada no muro de casa, virada pra rua? Pois agora ela vai poder ajudar o Estado a evitar crimes e apurar com mais detalhes!

O Governo já sancionou a lei, que é de autoria dos deputados Delegado Carlos Augusto e Carlo Caiado. As imagens dos circuitos vão ser cedidas on-line, basta os moradores autorizarem.

A prática já é muito comum nos Estados Unidos e vai possibilitar que a polícia saiba o antes, durante e depois das ocorrências.

Agora não vai ter mais a desculpinha de que o Estado tá sem dinheiro pra investir em câmeras de segurança pela cidade, né?

Por isso, se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... O Big Brother é na vida real, e tenho dito!

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários