Prisão não é só pra troféu

Muitas vezes quando o nome não é conhecido, a gente esquece e tudo passa batido

Por O Dia

Ex-governador Sérgio Cabral
Ex-governador Sérgio Cabral -

Rio - Quem fez tem que pagar... A máxima continua, ou pelo menos deveria valer. Só que a gente não pode deixar que apenas "troféus" fiquem presos.

"Ah Isabele, o que você quer dizer com isso?"

Apenas a realidade. Muitas vezes quando o nome não é conhecido, a gente esquece e tudo passa batido.

Quando eu falo isso, jamais quero liberar a culpa dos "Cabrais" da vida! Mas bora aqui então fazer uma analogia: como os esquemas de bastidores da corrupção se perpetuam com os mesmos nomes, se temos nos últimos 22 anos governadores presos e um afastado?

Nomes que fazem parte de quadrilhas presas e estão aí circulando livremente e mais, sempre roendo as cadeiras do poder. Entra um, sai outro e lá estão eles como moscas ou urubus... Só para garfar o dinheiro do povo.

Gente que atuou no esquema Cabral também está sendo investigada agora. Ou seja, não dá apenas para prender figuras públicas. Os bastidores recheados de "poderosos não conhecidos" do povo precisam também pagar com pena pesada.

Caso contrário, fazem uma delação aqui, um acordo legal ali, logo estão soltos e à procura de um novo "amigo"... Se é que você me entende.

Claro que um amigo poderoso! Aquele que possa colocá-los mais uma vez à frente, com o nosso dinheiro, do povo.

E o fim dessa novela não parece chegar nunca. Porque há anos a gente vive capítulo por capítulo no Rio.

 

PINGO NO I

Aglomeração no trem da Supervia - Divulgação

Essa daí é a praia que com certeza nenhum carioca gosta de curtir, mas é obrigado a enfrentar.

A foto é bem clara... Uma baita aglomeração, bem na "hora do rush", dentro de um vagão da Supervia ontem, no ramal de Japeri.

Alguém tem que avisar que a pandemia ainda não acabou... Pelo contrário! E nesse caso, em nada tem culpa a população. O povo tem que trabalhar, não tem pra onde correr... Faz o quê? Fica em casa esperando a vacina chegar? Só que não!

Cadê a Dona Supervia para organizar essa bagunça aí? Se a vida voltou um pouco que seja ao normal, o transporte também tem que voltar. Não tem mais essa de serviço reduzido!

Bora colocar o Pingo no I...

Muita coisa tá precisando entrar nos trilhos nessa cidade... Te garanto que não são só vagões.

TÁ ENROLADO!

Carlos teve passagem aérea trocada - Divulgação

Quem não sonha em conhecer Fernando de Noronha? Nesse momento, não é o desejo de Carlos Martins, de 58 anos, morador de Parada de Lucas.

Todo ano ele e a irmã visitam os pais em Campina Grande, mas por causa da pandemia, precisaram reagendar a viagem de maio para agosto. Aí que veio o problema: A passagem dele foi trocada para a ilha dos famosos e até agora nada foi resolvido!

"Eu tô ficando desesperado, porque ninguém fala nada. Eu ligo, me enrolam e ninguém da Decolar resolve o problema", afirma o senhor mostrando a passagem.

O destino quem escolhe não é a empresa, é o cliente! Fernando de Noronha tá lindo, tomara que um dia ele conheça, mas agora ele só quer ir pra Paraíba mesmo!

A coluna procurou a Decolar, mas não conseguiu contato. O espaço está aberto para a empresa ajudar na questão.

Se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... Na torcida para que ele consiga matar a saudade dos pais, e tenho dito.

Comentários