Por Isabele Benito
O vídeo é de embrulhar o estômago... Uma jovem, em audiência virtual, sendo atacada da forma mais suja e cruel. Ela, sozinha, com outros quatro homens na reunião, ou melhor, inquisição, gritando por respeito.

O caso da blogueira Mariana Ferrer, de 23 anos, ganhou repercussão em 2018, quando um empresário foi acusado de estuprar a jovem, ainda virgem, numa festa em Florianópolis. O caso não foi aqui, eu sei, mas fere todas nós mulheres. A sentença foi dada em setembro, mas só agora divulgada.

“Estupro culposo”... Aquele que não há intenção de estuprar... É mais que surreal, é bizarro demais pra minha cabeça!

Eu só posso estar maluca... Não dá pra acreditar, imaginar que a Justiça brasileira seja tão omissa ou até conivente com um ato tão sórdido como esse. O promotor responsável pelo caso afirmou que o acusado, empresário rico, bem-sucedido e pelo visto influente, não tinha na época como saber que Mari não estava em condições de ter uma relação consensual.

Só pode ser sacanagem... Se ela não tinha condições, se estava embriagada e ele forçou, é estupro!
Sempre assim... A mulher leva a culpa, mesmo sendo a vítima da história. Que Justiça é essa que ainda aceita esse tipo de argumento? E olha que prova contra ele tem de sobra! Laudos comprovam o abuso.

Só faltaram falar que foi um acidente, que foi tudo sem querer... Me poupe! É muita covardia e esculhambação.

Quando acha que nada mais pode piorar, o advogado do empresário ainda humilha a vítima, dizendo que “graças a Deus” não tem uma filha do nível da menina. Canalha! Sorte pra ela não ter um pai como você... O que eu lamento é saber que você tem uma filha!

Não dá pra admitir tamanha violência... É preciso que ainda se grite muito para que nenhuma mulher passe pelo que Mariana passou.


3,2,1... É DEDO NA CARA!



Publicidade
PINGO NO I
“Te peço socorro pelos meus pais”.  A leitora, que não vamos identificar por motivos de segurança, não sabe mais o que fazer para salvar os pais, moradores do Badú, em Pendotiba, da ação de milicianos na região.

O medo é tão grande, que eles não saem mais na rua! Perderam sua liberdade, seu direito de ir e vir por causa desses bandidos... E ninguém faz nada.

O pai, que é deficiente, segundo a leitora, foi baleado de raspão durante um confronto entre os criminosos e a polícia. Que bom que ele está bem, mas apavorado!

A gente sabe que a Segurança Pública no Rio não faz parte da esfera municipal, mas em ano de eleição, o que fica de candidato por aí berrando que vai fazer e acontecer para coibir a ação desses vagabundos... A gente tá cansado de ouvir essas histórias pra boi dormir! A gente precisa de ação, prática. Ver o negócio sair do papel e funcionar. E para isso, deve haver um alinhamento entre município e estado!

Bora colocar o Pingo no I... É hora de ter vergonha na cara e arregaçar as mangas pra proteger essa população. Porque promessa não é colete à prova de balas de ninguém.



Publicidade
TÁ BONITO!
Caminhão da Caixa
Caminhão da Caixadivulgação
Um serviço bem interessante... Quem passa desde ontem pela praça Rui Barbosa, no Centro de Nova Iguaçu, observou uma movimentação diferente... E a coluna, curiosa que só, foi apurar pra saber do que se tratava.

Era o caminhão “Você no Azul” da Caixa, que vai ficar por lá até sexta-feira, ajudando os clientes do banco a quitarem suas dívidas. O serviço foi lançado no mês passado e vem rodando todo o Brasil.

Olha a chance aí! Nessa pandemia, o que não faltou foi gente endividada... Dá pra entender né, todo mundo ficou apertado de grana, não teve jeito. É uma chance de esquecer aquela história de “devo não nego, pago quando puder”.

Muita gente ainda está com medo de aglomeração... Por isso, a Caixa afirmou que o serviço pode ser procurado também nas lotéricas, por telefone, WhatsApp ou nas agências! Quem quiser ficar por dentro de tudo antes, é só ir lá no site caixa.gov.br/negociar.

Se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... Oportunidade de não se endividar é sempre uma boa dica, e tenho dito.