Cadeira e mesa na rua

Em um ano escritora lançou três livros e vai dar chances a jovens

Por

Patrícia: 'livro surgiu do nada' -

Imagine estar em casa sem fazer nada e dizer para o seu bicho de estimação que vai escrever um livro e volta em pouco tempo? Pode parecer algo fora do comum, mas foi assim que nasceu o primeiro livro de Patrícia Morais, "Após uma tragédia, um recomeço". Desde então, vieram outras três obras, além de criar a própria editora.

Moradora de Duque de Caxias, Patrícia percorreu um longo caminho até conquistar seu espaço no mercado editorial brasileiro. "Meu primeiro livro surgiu do nada. Estava em casa sem fazer nada quando falei para os meus dois cachorros que iria escrever um livro. Foi o que fiz", conta.

"No começo foi complicado porque não encontrava uma editora para lançar minha obra. Foram dois anos batendo em portas de editoras, até conseguir. Em 11 meses escrevi mais três livros 'Thalita Rebouças uma biografia (ou quase)'; 'Deu sono' e 'A vida que eu quero'. Para vender usei uma estratégia de um outro escritor em São Paulo que colocou uma mesa e uma cadeira na rua. Fiz o mesmo, e deu certo", revela a escritora.

Aos poucos ganhou espaço e ficou conhecida. Não satisfeita em escrever, ela investiu em sua própria editora, a Katzen Editora, fundada no ano passado tem no catálogo escritores de várias partes do país. "Engraçado não ter autores da Baixada Fluminense. Já publicamos obras de escritores de São Paulo, Minas Gerais, Goiás entre outros estados", explica Patrícia Morais.

Outros projetos

Segundo a escritora seus projetos são mais amplos. "Gostaria que os jovens escritores da Baixada integrassem o catálogo da Katzen, sei que a região tem muita gente com qualidade que busca por uma oportunidade para publicar suas obras", analisa a escritora.

Ela conta que tem muito material pronto, porém, não pretendo lançar livro este ano. "O país vive um momento econômico que exige muita atenção. Mas em 2019 é certo termos novidades".

Comentários

Últimas de O Dia na Baixada