Promessa de melhorias no trânsito

Em 2019, os viadutos de Austin e da Barros Junior, em Nova Iguaçu, devem ficar prontos e aliviar tráfego

Por O Dia

Passagem de nível de Austin, entre a Av. dos Inconfidentes e a Rua Cel. Monteiro de Barros, ficará interditado -

Depois de dois anos parada, a obra do viaduto de Austin, que atravessa a linha férrea, em Nova Iguaçu, foi retomada. A prefeitura anunciou que a previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2019. Há quase 40 anos moradores da região pedem a construção. 

A obra começou em 2016. A estrutura passaria por cima da linha férrea, mas só foram colocados os pilares, gerando transtorno para os moradores. "Milhões já foram gastos nessa obra e até agora nada. Fizeram buracos, tem a estrutura e mais nada, é até perigoso alguém cair", reclama Valdemir de Souza, 42.

Mesmo com a retomada da obra, muitos moradores ainda desconfiam. "Faz tanto tempo que a gente espera por isso, tantas vezes que começou a obra e parou, que agora a gente só acredita quando estiver tudo pronto. Torço que dessa vez saia", pede a aposentada Maria da Graça, 67.

Por causa da obra, a passagem de nível de Austin, entre a Av. dos Inconfidentes e a Rua Cel. Monteiro de Barros, ficará interditada. Até sexta-feira, o itinerário alternativo será pela Dutra.

VERBA

Segundo a Prefeitura de Nova Iguaçu, o viaduto de Austin tem 100% da verba vinda do Governo do Estado. Ele vai ligar a Avenida Coronel Monteiro de Barros à Avenida dos Inconfidentes. Cerca de 30 mil veículos, em média, atravessam diariamente a passagem de nível da linha férrea. Com o viaduto, não só motoristas e passageiros, mas também os pedestres, terão segurança na travessia.

DUPLICAÇÃO SAI EM 2019

Com um investimento de quase R$ 28 milhões (75,5% do Estado e 24,5% do município), a duplicação do viaduto da Barros Junior será entregue no início do ano de 2019.

Atualmente, o viaduto funciona em mão dupla e recebe, em média, cerca de 80 mil veículos por dia. A duplicação irá desafogar o trânsito, beneficiando não somente quem atravessa o viaduto, mas também aqueles que circulam nas proximidades. Com a duplicação, passará de 3,5 mil veículos/hora, por faixa, para 7 mil veículos/hora, nas duas pistas.

Comentários

Últimas de O Dia na Baixada