Superação de limites

Pacientes com síndromes raras e paralisias avançam na recuperação por meio de tratamento oferecido em Nova Iguaçu

Por O Dia

José Francisco voltou a andar
José Francisco voltou a andar -

A superação une o policial reformado José Francisco Cruz Menezes, de 56 anos, e Daniel de Pontes Barbosa, de 8. O menino nasceu com paralisia cerebral. José ficou paralisado do pescoço para baixo depois de um acidente de carro. Depois de um ano de tratamento intensivo, os dois alcançaram os primeiros degraus na realização dos próprios sonhos.

Menezes conseguiu dar os primeiros passos sozinho, de muletas. Já Daniel, recebeu alta da fisioterapia e pratica os primeiros lances de basquete. "Os médicos falavam que não iria voltar a andar. Oito anos depois, pela primeira vez estou andando. A próxima meta é andar sozinho", diz o policial.

TRATAMENTO GRATUITO

Daniel e Menezes são pacientes do Centro de Atenção em Saúde Funcional (CASF) Ramon de Freitas, em Nova Iguaçu, que completou um ano sob administração da prefeitura. Há tratamentos gratuitos de fisioterapia, hidroterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, geneticista e enfermagem dermatológica.

O CASF atende pacientes de toda a Baixada Fluminense com autismo, microcefalia, pós-pólio, Síndrome de Down e paralisia cerebral ou motora, entre outras. A unidade fica na Rua Maranhão, bairro Jardim da Viga.

Comentários