Defesa Civil faz simulado de emergência em Vila de Cava

Foram identificadas e cadastradas 72 famílias (246 pessoas aproximadamente) residentes em áreas sob risco de deslizament

Por O Dia

Agentes orientaram moradores em Vila de Cava
Agentes orientaram moradores em Vila de Cava -
Rio - Moradores de Vila de Cava participam, neste domingo (30), de Exercício Simulado de Desocupação Preventiva para Emergências, realizado pela Defesa Civil de Nova Iguaçu. A ação, que acontece das 9h às 12h, faz parte do projeto ‘Comunidades Resilientes’, que visa o desenvolvimento da resiliência em comunidades vulneráveis do município. Técnicos da Defesa Civil vão orientar os moradores sobre como se dirigir organizadamente ao Ponto de Apoio (PA) do bairro, localizado na Igreja Assembleia de Deus, na Rua Bernardino de Melo, nº 141.
Lá, as pessoas vão poder identificar sua residência no mapeamento de risco e receberão orientações sobre prevenção e atitudes seguras nas mobilizações preventivas e nas emergências. Agentes da Defesa Civil, voluntários e líderes comunitários estiveram ao longo da semana em Vila de Cava para orientar e conscientizar a população sobre os protocolos de desocupação preventiva, com mapas das rotas de fugas.
Foram identificadas e cadastradas 72 famílias (246 pessoas aproximadamente) residentes em áreas sob risco de deslizamento. O cadastramento envolveu informações sobre idosos, gestantes, deficientes, entre outros. Também foram cadastrados os telefones celulares de moradores para receberem mensagens de alerta (via SMS.
"Esse é o nosso terceiro Exercício Simulado do ano e neste local há risco de deslizamento de terra. O bairro já foi vistoriado e avaliado pelo Departamento de Recursos Minerais do Estado como risco alto. Nesta comunidade estamos identificando lideranças e imóveis, pontos de apoio, abrigos temporários. O objetivo é fomentar a cultura da resiliência e autoproteção. Imaginamos que desta forma teremos cidadãos mais preparados e com uma percepção de risco aumentada, ajudando a Defesa Civil a defender a comunidade", afirmou o secretário municipal de Defesa Civil, o tenente-coronel Jorge Lopes.
Um dos objetivos da Defesa Civil também é integrar a comunidade ao Sistema de Alerta Comunitário para chuvas intensas (Sistema AC2I) desenvolvido na cidade, além de oferecer serviço para Requisição de Vistorias Técnicas na região. Exercícios semelhantes ainda serão realizados em outros quatro bairros de Nova Iguaçu ao longo do ano, como, Nova América (julho), Grama (agosto), Posse (setembro) e Austin (outubro). Este ano, as ações já foram realizadas na Cerâmica e Santa Rita.
Os locais das ações foram selecionados após mapeamento realizado pela Defesa Civil de Nova Iguaçu, com apoio do Departamento de Recursos Minerais do estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ), para definir as áreas do município onde há riscos de desastres naturais, como deslizamentos de terra, inundações e enxurradas. Em novembro haverá, em todas as comunidades participantes do projeto, uma ação simultânea alusiva ao 'Dia Estadual para Redução de Desastres', comemorado no dia 29.
Nova Iguaçu está entre as cidades do Estado do Rio com o maior número de pessoas cadastradas no Sistema de Envio de SMS de Emergência da Defesa Civil. São mais de 47 mil cadastros. O sistema é uma importante ferramenta nas ações de prevenção e de preparação para emergências e desastres, pois permite mobilizações preventivas em comunidades vulneráveis, evitando consequências como mortes e feridos.

Comentários