'Do Mangue ao Mar' em exposição em Caxias

Mostra levará o manguezal ao Museu Ciência e Vida, a partir de terça-feira

Por O Dia

Espaço está dividido em quatro módulos: Mangue, Fauna e Flora, Mar e Kids. A visitação vai até março de 2020 e é acessível em Libras
Espaço está dividido em quatro módulos: Mangue, Fauna e Flora, Mar e Kids. A visitação vai até março de 2020 e é acessível em Libras -

Muitas pessoas associam a palavra manguezal a um ambiente sujo e malcheiroso. Para ajudar a desmistificar essas percepções e mostrar a relevância desse ecossistema para o planeta, o Projeto Uçá estreará a mostra imersiva 'Do Mangue ao Mar', na terça-feira. A exposição acontecerá no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias, e chama a atenção para os impactos dos resíduos sólidos nos mangues, praias e costões rochosos.

Por meio de recursos lúdicos e interativos, a mostra proporciona um ambiente de imersão aos visitantes, provocando neles uma sensação de estar realmente em um manguezal. "A maioria das pessoas não vai ao mangue, principalmente no Brasil, e mais especificamente na Região Sudeste, pois não acham atrativo. Por isso, a mostra 'Do Mar ao Mangue' tem a importância de ser a principal ferramenta de educação ambiental para levar o mangue até as pessoas. Já que levá-las até lá é difícil, ele vai até elas através dessa exposição", destaca Pedro Belga, presidente da ONG Guardiões do Mar, responsável pelo projeto.

A mostra conta com quatro módulos: Mangue, Fauna e Flora, Mar e Kids. 

No módulo Mangue, serão apresentadas informações e curiosidades sobre a flora do manguezal existente no país. Nesse espaço, o visitante terá a impressão de entrar pelas raízes do mangue vermelho (Rhizophora mangle).

No Fauna e Flora, o público conhecerá os animais que vivem especificamente no mangue e aqueles que usam esse ambiente como transição.

Já no terceiro módulo, Mar, será apresentado o ambiente através de praias e costões rochosos. Por fim, as crianças contarão com o espaço Kids, onde poderão brincar no jogo 'Caminhos do Uçá' e conhecer as belezas dos manguezais que ainda estão presentes na Baía de Guanabara. Elas também poderão entender como o lixo e o desmatamento influenciam negativamente o local em que vivem, e como isso afeta a baía e o oceano. "Nesse espaço, também teremos uma mesa com desenhos dos animais que vivem nos manguezais e na Baía de Guanabara e as crianças poderão colorir e levar como lembrança", conta a educadora ambiental do Projeto Uçá, Larissa Paiva.

A mostra, que vai até março de 2020, é acessível em Libras. A visitação é de terça a sexta para grupos agendados (acima de 15 pessoas) ou escolares e aos sábados para o público em geral.

Comentários