Refúgio natural para encarar o verão

Cidade de Magé tem atrações que vão de caminhadas e trilhas até banhos de cachoeira e em praias

Por O Dia

Cachoeira do Monjolo tem três quedas d'água e piscinas naturais
Cachoeira do Monjolo tem três quedas d'água e piscinas naturais -

O Município de Magé abriga muitas atrações naturais. Durante o verão, as áreas verdes atraem, ainda mais, moradores e visitantes que vão em busca das aventuras oferecidas pelas caminhadas e trilhas, além da sombra e água fresca das cachoeiras e poços para aliviar o calor. A prefeitura listou os destinos mais procurados nesta época do ano.

Cachoeira Véu da Noiva

Possui queda d'água de 110 metros de altura, que forma piscinas naturais e é cercada por flores nativas e árvores centenárias. Localizada na Estrada da Cachoeira Grande, Rio do Ouro.

Poço Tamanqueiro

Sua profundidade chega a dois metros, forma piscinas naturais separadas por rochas altas, uma delas com mais de 20 metros de diâmetro. Também possui uma pequena praia. Suas águas são cristalinas e de baixa temperatura. Localizado na Rua Manoel dos Santos s/nº, Andorinhas, no 2º distrito de Magé.

Cachoeira Monjolo

Possui três quedas d'água. O movimento da água proporciona numa bela cortina de neblina e muitas piscinas naturais. A área é muito procurada por praticantes de trilhas. Fica em Santo Aleixo, no 2º distrito.

Píer da Piedade

Tem atraído visitantes de municípios vizinhos, principalmente para assistir ao pôr do sol. O local se tornou uma referência turística na cidade. O cenário virou palco de selfies e ensaios fotográficos. O píer é um dos cartões-postais mais bonitos da cidade. Fica na Av. Nossa Senhora da Piedade, e os visitantes podem acessar a partir da BR-493. O local fica aberto para visitação de segunda a sexta, de 7h a 22h, e aos fins de semana até 0h.

Caminho do Ouro

Trilha construída por escravos em 1724 para transportar as riquezas de Minas Gerais a Magé. Hoje, o caminho é procurado por praticantes de caminhadas e faz parte da Trilha Caminhos da Serra do Mar, um projeto do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso). O ponto de partida do Caminho do Ouro é em Raiz da Serra, no 6º distrito de Magé, e termina em Petrópolis. O acesso é pela BR-116, segue pela Avenida Santos Dumont, em Piabetá. A visitação é diária e gratuita.

CUIDADO COM MEIO AMBIENTE

Para preservar toda essa beleza da natureza, a prefeitura tem feito operações para coibir abusos. Por isso, os interessados em promover excursões às cachoeiras devem procurar o setor de protocolo da prefeitura, no térreo do Palácio Anchieta, sede do governo municipal, onde é realizado o credenciamento. Em seguida, o responsável deverá comparecer à Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer para agendar a autorização.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Cachoeira do Monjolo tem três quedas d'água e piscinas naturais Divulgação
Píer da Piedade é um dos cartões postais mais bonitos. Pôr do sol reúne moradores e visitantes no local Divulgação
Trilha do Caminho do Ouro Divulgação
Cachoeira Véu da Noiva possui queda de água de 110 metros de altura Divulgação
Pier da Piedade, em Magé DIVULGAÇÃO
Pier da Piedade, em Magé DIVULGAÇÃO

Comentários