Alunos nota dez na bateria da Beija-Flor

Quase 80% dos ritmistas da escola são de projeto social que funciona desde 2017

Por O Dia

Agremiação forma músicos a partir do projeto social
Agremiação forma músicos a partir do projeto social "Sonho de um Beija-Flor" -

A bateria dos mestres Plínio e Rodney vai contar com músicos formados a partir do projeto social "Sonho de um Beija-Flor" para garantir nota 10. Dos 260 ritmistas que desfilarão este ano na escola, cerca de 80% começaram como alunos do programa.

Os resultados conquistados com a ajuda dos aprendizes são inquestionáveis: desde 2017, o quesito de Plínio e Rodney tem sido gabaritado diante do júri da Liga das Escolas de Samba (Liesa), sempre com três notas máximas. 

"Nosso projeto socializa o ritmista. Costumo dizer a eles que eu não sei se conseguirei fazer deles bons músicos, mas com certeza os ajudarei a virar pessoas melhores. A gente costuma dizer que a Beija-Flor não é uma escola de samba, mas uma escola de vida. Por isso, o projeto foi um divisor de águas. Se hoje temos uma bateria coesa e impecável, é por causa dessa iniciativa", afirma mestre Rodney.

Além de garantir o contingente de ritmistas, o "Sonho de um Beija-Flor" ajuda a manter jovens afastados da violência e da criminalidade. "Nesse tempo todo em que estou no projeto, perdi um aluno só (para a criminalidade). Mas tenho vários alunos que vão para um caminho torto e a gente consegue resgatar. Eles são nosso diferencial e apostamos neles este ano para aproveitarmos a melodia do nosso samba, que é maravilhoso", completa Rodney.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Agremiação forma músicos a partir do projeto social "Sonho de um Beija-Flor" fotos de Eduardo Hollanda/Divulgação
Agremiação forma músicos a partir do projeto social 'Sonho de um Beija-Flor' Eduardo Hollanda/ Divulgação

Comentários