Doações de colaboradores ajudam famílias que estão passando por dificuldades financeiras durante o período de pandemia - fotos Divulgação/ Casa do Menor
Doações de colaboradores ajudam famílias que estão passando por dificuldades financeiras durante o período de pandemiafotos Divulgação/ Casa do Menor
Por O Dia

Durante o período de pandemia, comunidades, instituições e ONGs de toda a região têm se mobilizado para ajudar quem está passando por dificuldades, principalmente por não poder trabalhar. Mas, passado um mês de isolamento social, as contribuições começam a diminuir e voluntários fazem um apelo para que as doações continuem.

A Casa do Menor, em Nova Iguaçu, abriu as portas de uma de suas unidades, em Tinguá, para acolher moradores em situação de rua. Uma medida para que essas pessoas sejam cuidadas e não fiquem tão vulneráveis ao novo coronavírus. Há mais de 20 anos a instituição luta contra a intolerância, a exclusão e a violência das ruas. "É nossa filosofia acolher e reinserir socialmente. Neste momento de pandemia não poderíamos ter feito diferente. Disponibilizamos espaços que tínhamos para receber pessoas que estão precisando. A prefeitura tem apoiado e alguns empresas também, mas ainda precisamos de ajuda, de doação de alimentos, produtos de higiene e de limpeza", conta o padre Renato Chiera, fundador da Casa do Menor.

A instituição quer ainda colaborar com famílias que têm procurado por ajuda. Para doar, acesse o link https://casadomenor.org/accueil/?lang=pt-br.

A Casa Jovem Júnior que assiste crianças e adolescentes da comunidade da Coreia, em Mesquita, tem realizado um trabalho de doação de alimentos e produtos de limpeza neste período de pandemia. São 70 famílias, somando um total de 250 pessoas, que recebem estas doações. E para continuar fazendo este trabalho, a ONG está pedindo a contribuição dos moradores da região. "Tem sido difícil manter a ajuda que damos para as famílias dessas crianças e adolescentes que a gente já ajudava antes desta crise. É que com esta pandemia, o número de famílias cadastradas aumentou muito porque a maioria está sem sua fonte de renda por causa do isolamento social. Estamos pedindo ajuda de quem puder doar, qualquer coisa, estamos precisando", diz Fátima Santos.

Entre os itens para doação, a Casa Jovem Júnior precisa de leite em pó, achocolatado, iogurte, biscoito, farinha para mingau, produtos de higiene pessoal e de limpeza e equipamentos de proteção individual, como máscaras e álcool em gel.

Para entrar em contato, basta acessar o link: https://www.facebook.com/casadojovemjunior/. Ou ainda pelo telefone (21) 99965-9668 e no email: [email protected] A Casa Jovem fica na Rua Avenida Brasil 1591, Coréia, Mesquita.

Você pode gostar
Comentários