Aluguel de bicicletas para quem precisa sair de casa

Projeto Pedala Queimados quer dar outra opção para pessoas que precisam ir ao centro da cidade durante isolamento

Por HUGO PERRUSO

Projeto Pedala Queimados disponibilizará bicicletas para aluguel durante o coronavírus
Projeto Pedala Queimados disponibilizará bicicletas para aluguel durante o coronavírus -

Em meio à pandemia de coronavírus, cada um tenta ajudar como pode. Sem poder realizar os passeios que costuma organizar, o projeto Pedala Queimados planeja alugar suas bicicletas à população que realmente precise sair de casa, nos bairros de Jardim São Miguel, Sem Terra, Nossa Senhora de Fátima, São Silvestre e Voldariosa.

O valor de R$ 5 por duas horas será utilizado para a higienização e manutenção das 40 bicicletas que ficarão à disposição. Por enquanto, pouco mais de 20 delas estão prontas para serem utilizadas, enquanto o restante ainda depende de peças (como pedais e guidões) para a adequação e padronização com adesivos próprios, visto que as bicicletas foram doadas pela Tembici, responsável pelas "Laranjinhas" na capital.

"A maioria das pessoas utiliza mototáxi e ônibus para se locomover. Acreditamos que moto é potencial transmissor do vírus, com muitas pessoas utilizando, sem saber se tem a higienização adequada. Mas, caso precise sair para um deslocamento rápido, a bicicleta seria a opção mais segura e barata. Para o centro de Queimados é cerca de 3 quilômetros de distância", explica Carlos Leandro, idealizador do Pedala Queimados e morador de Jardim São Miguel há 25 anos.

A ideia é começar com o empréstimo das bicicletas depois do Dia das Mães e avaliar se pode ser mantido após a crise do coronavírus. Em paralelo, o Pedala Queimados também tem o projeto de buscar em condomínios e prédios bicicletas abandonadas para reformar, vender e arrecadar dinheiro para comprar as peças necessárias para manutenção.

Quem estiver interessado e morar nos bairros contemplados, precisará entrar em contato com o Pedala Queimados, pelos perfis nas redes sociais ou pelo WhatsApp (21) 96908-3989. Será preciso comprovante de residência para utilizar as bicicletas.

Depois, as "magrelas" também serão usadas para o objetivo inicial do projeto criado em 2015 para promover a bicicleta como ferramenta de transformação social. Para isso, são organizados passeios turísticos por Queimados, em áreas rurais e regiões próximas.

"Em 2018, Queimados foi considerada a cidade mais violenta do Brasil e resolvemos envolver o projeto como foco para mudar esse panorama. A Baixada já é estigmatizada e buscamos desconstruir essa ideia mostrando as coisas boas da região, nós não somos violentos", completa Carlos, que está em processo final para transformar o projeto em uma ONG.

Cesta básica e kits de higiene

Em parceria com outros projetos do município, o Pedala Queimados faz parte do movimento #queimadoscontraocoronavirus, que busca arrecadar alimentos e kits de higiene para doar às famílias em situação vulnerável durante a pandemia.

O Pedala Queimados recebe o material em sua sede enquanto outros projetos fazem a distribuição a quem precisa. O movimento já conseguiu doar mais de 1.050 cestas básicas, 1.050 kits de limpeza, 4.800 ovos de galinha. Na Páscoa, foram distribuídas mais de 4.500 caixas e ovos de chocolate às crianças.

Galeria de Fotos

Carlos Leandro começou com o Pedala Queimados em 2015, com passeios turísticos pela região Redes sociais/Pedala Queimados
Projeto Pedala Queimados em um dos passeios turísticos no fim de semana, antes do isolamento social, com bicicletas feitas com bambu Redes sociais/Pedala Queimados
Projeto Pedala Queimados disponibilizará bicicletas para aluguel durante o coronavírus Redes sociais/Pedala Queimados
Inicialmente, estarão à disposição 20 bicicletas. Elas foram equipadas e padronizadas Redes sociais/Pedala Queimados
Projeto Pedala Queimados disponibilizará bicicletas para aluguel durante o coronavírus Redes sociais/Pedala Queimados

Comentários