No primeiro dia de barreira sanitária, motoristas encaram engarrafamento em Itaguaí

Quem apresenta febre é encaminhado a unidade de saúde ou a Centro de Triagem

Por HUGO PERRUSO

Nas barreira sanitárias, temperatura dos motoristas são aferidas
Nas barreira sanitárias, temperatura dos motoristas são aferidas -
Na tentativa de conter o crescimento de casos da covid-19, Itaguaí resolveu instalar barreiras sanitárias inicialmente até 31 de maio, quando se encerra o decreto de isolamento social. No primeiro dia, o único local a ter a instalação foi a entrada da cidade, no bairro de Santana, e houve engarrafamento.
Apesar da reclamação de muitos motoristas pela demora para aferir a temperatura, a prefeitura não pretende mudar a operação neste primeiro momento. A avaliação é que o grande número de carros prova que moradores estão saindo às ruas sem motivo necessário (alguns alegaram que estavam indo visitar parentes ou iam apenas ao Centro).
Sem cogitar o lockdown na cidade que contabiliza 116 casos confirmados de covid-19 e 24 mortes, a prefeitura pretende ampliar as barreiras sanitárias para outros bairros. O funcionamento será diário, das 7h às 15h, com equipes realizando a aferição da temperatura corporal, distribuindo máscara para quem não tiver e orientando sobre como se proteger.
Caso alguém apresente sintomas de gripe ou resfriado, mas sem febre, deverá preencher um formulário. Caso tenha febre baixa, com ou sem falta de ar, será encaminhado a uma unidade de saúde. Se a febre for acima de 37,8º e apresentar os sintomas de covid-19, a pessoa será encaminhada ao Centro de Triagem.
Além das barreiras sanitárias, também haverá ações de fiscalização no Centro, nas cachoeiras e praias.

Galeria de Fotos

Nas barreira sanitárias, temperatura dos motoristas são aferidas Divulgação
Barreira sanitária na entrada de Itaguaí Divulgação
Barreira sanitária na entrada de Itaguaí Divulgação

Comentários