Projeto trará aulas gratuitas de tênis para Queimados

Iniciativa foi criada pelo tenista de José Queiroz, praticante do esporte desde os 9 anos

Por O Dia

O projeto funciona em área particular, com 20 atletas que pagam mensalidade a um preço acessível. Após a pandemia, um convênio com o município será formalizado
O projeto funciona em área particular, com 20 atletas que pagam mensalidade a um preço acessível. Após a pandemia, um convênio com o município será formalizado -

Na ponta da raquete, a possibilidade de transformação de vidas. Há duas semanas, o professor José Queiroz, mais conhecido como Usa, decidiu tirar do papel um antigo sonho: o de dar aulas de tênis em Queimados, onde mora. Ainda tida como uma modalidade de elite, o esporte deve ser expandido para a rede pública municipal de ensino, com aulas gratuitas para o público infantil, por meio de um convênio com o município.

Funcionando em uma área particular, a iniciativa conta com 20 atletas. Os jogadores pagam uma mensalidade a um preço acessível - cerca de R$ 25 a hora de aula - para poder jogar. A expectativa, porém, é de que, após a pandemia, o convênio seja formalizado e as aulas passem a ser ofertadas gratuitamente a pelo menos 100 crianças, fomentando a participação da garotada.

Outra novidade será o oferecimento do tênis adaptado para atender às pessoas com deficiência.

Tenista desde os 9 anos de idade e morador do bairro de São Francisco, José Queiroz tem vasta experiência no ramo e um currículo com inúmeras participações em competições pelo estado do Rio de Janeiro, com destaque para o prêmio de terceiro lugar conquistado no Campeonato Carioca.

"Tênis, naquela época, era para rico. Eu tinha oportunidade de ser um grande jogador, mas foi um ambiente elitizado. Chamam-me de maluco por trazer o tênis para a Baixada Fluminense, mas nosso intuito é focar nos adolescentes e formar um tenista profissional na região", ressalta Usa. Para mais detalhes, é possível obter informações pelo site do projeto (http://www.cafq.com.br).

Galeria de Fotos

O projeto funciona em área particular, com 20 atletas que pagam mensalidade a um preço acessível. Após a pandemia, um convênio com o município será formalizado Divulgação
Grupo de tênis do professor José Queiroz, durante aula Divulgação
Professor José Queiroz tem experiência com o tênis. Ele já participou de diversas competições Divulgação

Comentários