Paixão por dicionários e literatura

Wagner Azevedo Pereira, nascido e criado em Nova Iguaçu, lançará em breve o seu sexto dicionário inédito, que será uma homenagem para Monteiro Lobato, criador de Sítio do Picapau Amarelo

Por O Dia

Obra do iguaçuano chamou a atenção da bisneta de Monteiro Lobato, Cleo Monteiro
Obra do iguaçuano chamou a atenção da bisneta de Monteiro Lobato, Cleo Monteiro -

A literatura brasileira é conhecida pelos seus diferentes estilos de época e riqueza vocabular. Um dos mais importantes e conhecidos, é Monteiro Lobato. Tanto, que o iguaçuano Wagner Azevedo Pereira, 42, resolveu lançar seu sexto inédito dicionário sobre o autor modernista, intitulado 'Dicionário de Onomatopeias e Vocábulos Expressivos de Monteiro Lobato'. A obra aborda as palavras peculiares e sons usados por Lobato em seus textos.

Dicionarista, pesquisador e professor, Wagner já possui experiência no ramo da escrita - ele já lançou outros cinco dicionários (o de Onomatopeias e Vocábulos Expressivos, o de Animais com Outros Significados, o de Catacrese, o de Vozes de Animais e o de Plantas com Outros Significados). Formado em Letras e pós-graduado em Língua Portuguesa, pela UERJ, ela fala da ideia de criar dicionários.

"Quando eu entrei na faculdade, comecei a dar aula no pré-vestibular, lecionando sobre redação. Lá, eu via as dificuldades dos alunos em desenvolver a escrita e utilizar adequadamente as palavras. A partir disso, resolvi fazer ditados e colecionar vocábulos, já que sempre gostei de inovar. Então, a ideia de elaborar os dicionários foi por conta disso", conta.

Tudo começou quando passou por suas mãos um trabalho acadêmico sobre onomatopeias que trazia um glossário ao final. Desde então, Azevedo desenvolveu um método que usa até hoje para escrever todos os seus dicionários. Passou a preencher com zelo fichas em folha de rascunho com palavras encontradas nas leituras da faculdade. 

"Fiquei apaixonado e comecei a pesquisar palavras por conta própria. Quando eu fui criar meu primeiro dicionário, eu pesquisei todos os tipos de obra que se pode imaginar, até para me preparar da melhor forma possível e não me decepcionar com o final. Hoje em dia, eu até brinco com as pessoas, que fazer dicionário é muito fácil, depois que se acostuma. Um dos meus objetivos aqui é incentivar a escrita e a leitura para a população, e assim, fazer aumentar o conhecimento". 

Homenagem

Empolgado com sua mais nova criação, o escritor publicou a capa da obra, disponível em versão física, virtual e em e-book, no Instagram. Para sua surpresa, Cleo Monteiro, bisneta de Monteiro Lobato, viu o post e comentou.

"Com relação a Cleo, ela olhou meu perfil no Instagram e escreveu na publicação. Entrei em contato com a moça, que me falou que estava na Califórnia, nos Estados Unidos, traduzindo a história da Narizinho para o inglês. Aproveitei e sugeri para ela que traduzisse também a obra do dicionário para a língua inglesa. Com essa aproximação entre nós, fui convidado para ir no eventos da Narizinho aqui no Brasil. Fiquei muito emocionado".

Sobre o conteúdo do 'Dicionário de Onomatopeias e Vocábulos Expressivos de Monteiro Lobato', Wagner revela todo o formato da obra, que, segundo ele, promete ser a melhor já lançada sobre o escritor modernista. "É uma produção que tem um prefácio bem legal, explicações sobre as onomatopeias características dos textos lobatianos e alguns hipocorísticos utilizados".

Galeria de Fotos

Obra do iguaçuano chamou a atenção da bisneta de Monteiro Lobato, Cleo Monteiro Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
Monteiro Lobato Divulgação
"Dicionário de Onomatopeias e Vocábulos Expressivos de Monteiro Lobato" é o sexto publicado de Wagner Azevedo Pereira Divulgação

Comentários