Prefeitável recomeçou as carreatas e caminhadas pela cidade - Divulgação
Prefeitável recomeçou as carreatas e caminhadas pela cidadeDivulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALO - Depois de uma pequena pausa para breve descanso, a maratona dos candidatos recomeçou com vistas à vitória no segundo turno, dia 29. Dimas Gadelha (PT) fez carreatas quarta (18) e quinta (19), alternadas com caminhadas e panfletagem, em que também agradeceu a população gonçalense por sua votação expressiva no último domingo.
"O povo entendeu bem o nosso recado e se encheu de esperança por uma cidade melhor, reconstruída com políticas públicas como a moeda social que vamos criar, a exemplo da Mumbuca de Maricá. Temos compromisso com essa transformação que os moradores desejam e vamos fazer. São Gonçalo pode ter mais políticas públicas de desenvolvimento econômico, educação, meio ambiente, saúde e qualidade de vida e tantas outras que foram as nossas propostas ao longo do primeiro turno e vamos reafirmar agora", declarou o candidato da coligação São Gonçalo Pode Mais, que reúne PT, PDT, Rede, Pros e Podemos.
Publicidade
O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, João Maurício, divulgou nota em que chama atenção dos partidos de esquerda para a importância da disputa do segundo turno da eleição municipal em São Gonçalo com vistas a "barrar o fascismo no Rio de Janeiro".
"Nesse momento, toda a militância do PT e suas lideranças encontram-se profundamente comprometidas com a candidatura do nosso companheiro Dimas Gadelha. Temos um compromisso com a reconstrução do campo democrático e popular, e a elaboração de um projeto junto com outros partidos em prol da reconstrução do estado do Rio de Janeiro. Seguimos firmes na luta em defesa dos direitos do povo pobre e trabalhador, na certeza de que é na luta que a gente se encontra", disse ele, adiantando que ainda não há nenhuma definição sobre nomes ou alianças para as eleições estaduais de 2022.
Publicidade