Claudio Castro: 'São Gonçalo é muito grande para ter um batalhão só'Divulgação / Lucas Alvarenga

SÃO GONÇALO - No dia do aniversário de 131 anos de sua emancipação política, a cidade recebeu a visita do governador Cláudio Castro e, com ele, de presente, três importantes anúncios que beneficiarão os gonçalenses. Durante a apresentação do Plano Estratégico Novos Rumos, elaborado pela Prefeitura, que detalha a aplicação dos recursos oriundos do leilão de concessão dos serviços da Cedae, Castro garantiu a implantação do segundo Batalhão da Polícia Militar - uma antiga reivindicação do prefeito Capitão Nelson quando ainda era deputado estadual. O governador ainda confirmou a liberação imediata dos recursos para viabilizar o Restaurante Popular e prometeu a entrega de dois Cafés Populares.
O município já conta com o São Gonçalo Presente, composto por 120 homens sob a coordenação da Secretaria Municipal de Ordem Pública, além do 7º BPM. A nova unidade anunciada deverá ser o Batalhão do Choque II, com a construção prevista no bairro de Neves, no espaço ocupado pela Corregedoria da Polícia Militar.
“São Gonçalo é muito grande para ter um batalhão só”, exclamou o governador.
O anúncio surpreendeu o Capitão Nelson, que recentemente havia solicitado a expansão da Operação São Gonçalo Presente. Ele comemorou a chegada de mais um batalhão e o governador brincou, dizendo que era um presente bem melhor do que o reivindicado.
“Até 1985, tínhamos dois batalhões da PM em São Gonçalo. Após a saída de um deles, o 7º BPM passou a cuidar de toda a cidade. A população não para de crescer e o efetivo atual é de quase 600 homens. Desde a minha época de deputado, argumento que aqui temos uma área enorme a ser patrulhada e que necessitamos de um outro batalhão. Cada conquista para a cidade é muito importante, então só tenho a agradecer ao governador pela parceria”, destacou o prefeito.
Nelson também reforçou que a Prefeitura segue firme no planejamento para, em parceria com a Polícia Militar, não apenas iniciar a retirada das barricadas da cidade, mas também ofertar os serviços da Prefeitura em locais de difícil acesso devido à presença da criminalidade. “Não adianta tirar a barricada num dia e ela voltar no outro. Precisamos ocupar estas comunidades com serviços públicos, para beneficiar seus moradores”, afirmou o chefe do Executivo gonçalense.
Além da segurança, o governador Cláudio Castro anunciou que, na próxima sexta-feira (24), vai liberar os recursos para a implantação do Restaurante Popular de São Gonçalo, que será instalado no Alcântara. Ainda durante o evento, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Matheus Quintal, anunciou que a cidade terá, além do restaurante popular, não um, mas dois Cafés Populares, com a oferta de mil desjejuns por dia em cada unidade.