São João de Meriti também é sua casa: Campanha conscientiza população sobre o descarte correto do lixo

Pesquisa da Mais Verde reforça conscientização sobre o ciclo do lixo depois que é deixado na rua para coleta

Por O Dia

Segundo a Mais Verde, cada Meritiense produz, em média, 0,9 kg de lixo por dia, e a Mais Verde coleta cerca de 14 mil toneladas todo mês.
Segundo a Mais Verde, cada Meritiense produz, em média, 0,9 kg de lixo por dia, e a Mais Verde coleta cerca de 14 mil toneladas todo mês. -
Ao colocar o lixo para fora de casa nos horários corretos para que seja coletado, o morador cumpre um papel importante na gestão dos resíduos. Em uma pesquisa encomendada à empresa Comunicarte pela Meriti Mais Verde, moradores do município foram questionados sobre o que é lixo para eles. 75% dos entrevistados responderam que é qualquer coisa sem valor ou utilidade; 16% disseram ser tudo o que se retira de um lugar, e 9% não souberam responder.
Cada Meritiense produz, em média, 0,9 kg de lixo por dia, e a Mais Verde coleta cerca de 14 mil toneladas todo mês. O gerente da Mais Verde, Paulo Ávila, explica o processo depois que o lixo é deixado na calçada de casa.
“Os motoristas circulam com os caminhões pela cidade para que os garis façam a coleta de acordo com o planejado. Após ser todo recolhido, o lixo é levado para uma estação de transferência e, de lá, encaminhado para uma Central de Tratamento de Resíduos moderna, preparada para receber os resíduos de maneira segura. As equipes trabalham para tratar o lixo e aterrá-lo, e há sensores e drenos para evitar que poluentes contaminem o ar e o solo”.
A rua, o bairro e a cidade são extensões da própria casa, a campanha ajuda o morador a disseminar estas informações. Reconhecer os impactos de tudo o que é consumido e jogado fora é uma atitude valiosa para o meio ambiente.
Projeto Socioambiental
Para evitar desperdícios e reaproveitar materiais que podem ter outras utilidades, a concessionária está planejando projetos de educação socioambiental em escolas do município, para que estas preocupações possam começar já na infância.
“Desde cedo, as crianças aprendem que jogar o lixo fora não é um processo tão simples. A ideia é disseminar essa conscientização entre familiares, vizinhos e amigos, para trabalharmos em parceria com a comunidade pelo bem-estar de todos”, conclui Paulo Ávila.

Comentários