Município teve três prefeitos interinos durante o período
Município teve três prefeitos interinos durante o períodoFoto: Lucas Madureira
Por O Dia
SILVA JARDIM – O Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ), emitiu pareceres contrários à aprovação de contas do ano de 2019 da Prefeitura de Silva Jardim, no interior do Rio. As contas do município receberam dois pareceres prévios contrários e um favorável, em sessão plenária on-line, nessa quarta-feira (10). Os pareceres devem ser enviados nas próximas semanas à Câmara de Vereadores da cidade.

Os pareces contrários apontaram duas irregularidades nas contas do Executivo, durante o período. Segundo os pareceres, o município não atingiu o equilíbrio financeiro e atuarial necessário, após realização parcial de transferência das contribuições previdenciárias dos servidores e patronal ao RPPS. Cabe, agora, à Câmara de Vereadores da cidade realizar uma votação para manter ou derrubar os pareceres emitidos pelo TCE.

À época, a cidade esteve sob o comando de três prefeitos interinos, durante o ano de 2019, após saída do então prefeito, Anderson Alexandre para assumir cargo de deputado na Alerj. Maria Dalva do Nascimento, a Cilene, ocupou o cargo de janeiro a outubro; Webster dos Santos, esteve quatro dias na cadeira do Executivo; enquanto Jaime Figueiredo Lima permaneceu como prefeito interino até o fim daquele ano.

O Dia entrou em contato com os ex-prefeitos interinos citados na reportagem, nessa sexta-feira (12), e até às 16h deste sábado (13) nenhum dos envolvidos se pronunciou.