Volta Redonda recebe Parque Natural Municipal - Gabriel Borges
Volta Redonda recebe Parque Natural MunicipalGabriel Borges
Por O Dia
Volta Redonda - Durante a manhã desta quinta-feira, dia 02, o prefeito Samuca Silva foi até ao Parque Natural de Volta Redonda receber em nome do município, a área de 1,2 milhão de m² que une espaços públicos de convivência à Mata Atlântica preservada.

O local que fica às margens da Rodovia dos Metalúrgicos, é uma área verde e de lazer que foi implantada e doada por empresa do setor imobiliário e veio em contrapartida à liberação do acesso ao novo empreendimento que o grupo está construindo próximo ao local.

De acordo com as informações divulgadas pela prefeitura, todo o espaço de convivência está pronto e será entregue à população no próximo dia 17 de julho, data do aniversário de 66 anos de Volta Redonda. O acesso às áreas de convivência é garantido por cerca de cinco quilômetros de vias dentro do parque

O local tem praças com mesas e bancos, aparelhos de ginástica funcional e playground; mirantes; anfiteatro; sede administrativa e portal de acesso; tudo construído com eucalipto certificado; além de locais reservados para os visitantes plantarem árvores, duas quadras de vôlei e futvôlei, dois lagos e trilhas radicais.
Espaços de convivência dentro de área preservada da Mata Atlântica estão prontos e serão entregues à população no aniversário de Volta Redonda - Gabriel Borges
Samuca visitou toda a área do Parque Natural de Volta Redonda e explicou que, durante o período de pandemia pela covid-19, a visitação será agendada pelo site oficial do município.

“O agendamento terá início no dia 13 de julho e o local estará aberto ao público a partir do dia 18 do mesmo mês. Será permitida a entrada de 40 pessoas pela manhã e 40 à tarde. O parque é um espaço para a família e para educação ambiental com visitas guiadas para escolas. Com certeza, é mais um legado que vamos deixar para o município na área ambiental”, falou Samuca Silva.

O prefeito lembrou ainda que esta gestão promoveu revitalização do Parque Natural do Ingá, no Santa Cruz; a reforma geral do Zoológico Municipal, na Vila; criou um Plano Municipal de Arborização Urbana que já plantou 19 mil mudas; está construindo um Jardim Botânico, na Ilha São João; e ainda implantou o Tarifa Comercial Zero.

“Ônibus elétrico gratuito que circula pelos principais centros comerciais da cidade, sem poluição sonora e do ar, provando que é possível unir desenvolvimento econômico com preservação ambiental”, falou Samuca.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Jadiel Teixeira, também esteve no local com sua equipe e ressaltou o plantio de mudas nativas feitas no parque. “Às margens dos quase cinco quilômetros de vias dentro do parque foram plantadas mudas de figueiras, pau-ferro, jacarandá roxo, tamboril, canafístula e mulungu. No total, 400 árvores farão os caminhos entre uma área de convivência e outra dentro do parque”, contou o secretário.
Publicidade
Samuca recebeu, em nome de Volta Redonda, a área de 1,2 milhão de m² que une espaços públicos de convivência à Mata Atlântica preservada - Gabriel Borges
Os gestores do empreendimento imobiliário responsável pela implantação do Parque Natural de Volta Redonda, Walter Sales e Paulo Renato Andrade, e a arquiteta, responsável pelo projeto, Maria Angélica Vasconcelos, também acompanharam o prefeito durante a visita e relataram algumas curiosidades.

“As áreas de convivência ocupam cerca de 15% de toda área de mata e as intervenções foram feitas em clarões pré-existentes. Coincidentemente, o conjunto desses equipamentos, vistos de cima, forma a figura de uma árvore. Além disso, o anfiteatro foi construído em vale com acústica perfeita”, citou Maria Angélica.

Quanto à segurança do local, Walter Sales informou ao prefeito que a única entrada para o parque, que tem estacionamento para veículos, será monitorada por câmeras.