Vitória e alívio imediato: 3 a 1

Triunfo sobre o São Paulo alavanca o Flu à 10ª posição, a seis pontos de distância da temida zona da degola

Por HUGO PERRUSO

O Fluminense soube aproveitar muito bem o Maracanã para se afastar da zona de rebaixamento nos confrontos diretos. Depois de passar pelo Avaí, o Tricolor das Laranjeiras venceu com autoridade o São Paulo por 3 a 1, gols de Henrique Dourado, Sornoza e Robinho, com Shaylon descontando, e chegou aos 38 pontos, abrindo seis para o Z-4. De quebra, o time de Abel voltou a vencer duas partidas seguidas, o que não acontecia desde a segunda rodada do Brasileiro.

O Fluminense entrou em campo com a mesma postura que apresentou contra Flamengo e Avaí: muita vontade na marcação e organização. Contra um adversário na mesma situação, só que desorganizado e sem pegada, o time de Abel Braga teve duas chances logo no início: Marcos Junior foi travado pela defesa e Sidão defendeu chute de Scarpa.

O São Paulo cometia muitos erros e foi assim que o Fluminense chegou ao gol. Júnior Tavares colocou o braço na bola dentro da área e Henrique Dourado marcou de pênalti, aos 22. No minuto seguinte, Gustavo Scarpa fez falta não marcada em Rodrigo Caio e cruzou para Sornoza chutar de primeira e ampliar. O Flu não fazia dois gols no mesmo jogo de Brasileiro há quatro rodadas.

Os são-paulinos reclamaram muito, mas tiveram que correr atrás. O Fluminense, assim como nos outros dois jogos no Maracanã, não encaixou um contra-ataque. Menos mal que os paulistas só chegaram com perigo numa falta para fora de Hernanes.

Como aconteceu nos outros dois jogos no Maracanã, o Fluminense voltou sem o mesmo ímpeto no segundo tempo e foi dominado pelo São Paulo, que começou a rondar a área e pressionar. Só não conseguiu chutar. Ao contrário do Fluminense, com Scarpa e Marcos Junior.

Quando o Tricolor carioca conseguia equilibrar o jogo, Sornoza sentiu lesão na coxa direita e saiu. O São Paulo tomou conta do meio de campo, sem conseguir passar pela defesa tricolor, que se manteve firme e não levou susto algum. O Fluminense chegou ao terceiro gol aos 39, com Robinho batendo pênalti que ele mesmo sofreu. No fim, Shaylon ainda diminuiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

De pênalti, Henrique Dourado abriu o placar da vitória que devolveu a paz ao Fluminense NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C
Nenê e Alan treinam em São Januário: confiança para buscar a quarta vitória seguida Paulo Fernandes/Vasco

Comentários