Por

Começamos o mês de dezembro! Tempo das festas de fim de ano! É comum as pessoas começarem a pensar nos encontros de confraternização, nos presentes e na ceia de Natal. Muitas famílias preparam suas casas com enfeites, árvores e presépio. Uma ótima tradição para viver verdadeiramente o Natal.

Hoje, quero destacar a importância de ter um presépio em casa, para poder contemplar cada um de seus elementos no tempo do Advento e no Natal, porque também nele podemos encontrar uma fonte de esperança!

Antes de tudo, notamos o lugar em que Jesus nasceu: Belém, uma pequena aldeia da Judeia. Belém não era uma capital e, por isso, é preferida da providência divina que ama agir através dos pequenos e dos humildes.Depois olhamos para Maria, mãe da esperança, que com o seu "sim" abriu a Deus a porta do nosso mundo. Ao lado de Maria está José, que também acreditou na palavra do anjo e, olhando Jesus na manjedoura, o acolheu como filho.

Do mesmo modo, no presépio também estão os pastores, que representam os humildes e os pobres que esperavam o Messias. O presépio nos recorda que o nascimento de Jesus marca o momento no qual a esperança entrou no mundo, com a encarnação do Filho de Deus.

Para nós, a esperança significa a certeza de estar no caminho com Cristo em direção ao Pai, que nos espera. Esta esperança, que o Menino de Belém nos doa, oferece uma meta, um destino bom no presente, a salvação da humanidade, a santidade de quem confia em Deus misericordioso. Ao olhar o presépio, perceba toda dificuldade que a família de Nazaré passou e prepare o coração para Jesus (re)nascer!

Você pode gostar
Comentários