Conselho Deliberativo do Fla aprova acordo para pagar dívida milionária

Questão se arrastava desde 1995: valor se multiplicou

Por O Dia

Rio - O Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou o acordo do clube com o Grupo Multipaln, do Consórcio Plaza, para resolver uma dívida que se arrasta desde 1995. O Fla, então, vai pagar R$ 10 milhões à vista e parcelar R$ 7,5 milhões, sendo que R$ 44 milhões já estavam penhorados pela Justiça.

Gestão de Bandeira de Mello chega a acordo para quitar dívidaDivulgação

Desta forma, o acordo chega à casa de R$ 61,5 milhões, saldo atualizado da dívida rubro-negra. Em 1995, com Kleber Leite na presidência do clube, o Flamengo pegou R$ 6 milhões emprestados do Consórcio Plaza. O valor foi destinado para a contratação o atacante Edmundo, que defendia o Palmeiras. Pelo acordo, o consórcio arrendaria a Gávea, onde seria construído um shopping. O projeto, porém, não saiu do papel.

O Consórcio Plaza, então, entrou na Justiça para cobrar o valor do empréstimo. A dívida se multiplicou de 1995 para cá e chegou à casa dos R$ 90 milhões, de acordo com contas do clube e do Consórcio. As partes se acertaram e definiram o montante em R$ 61,5 milhões.

Confira a nota oficial do Flamengo

O Conselho Deliberativo do Clube de Regatas do Flamengo aprovou o acordo de pagamento ao Grupo Multiplan, do Consórcio Plaza. O valor atualizado e total da dívida é de R$ 61,5 milhões.

Do montante, R$ 44 milhões já estavam penhorados pela Justiça. Com a aprovação, o Flamengo pagará R$ 10 milhões à vista e o saldo restante, de R$ 7,5 milhões, será parcelado.